#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

"Nos momentos de aflições: silencie e ore"
Irmã Josefina

A maioria dos sofrimentos decorre da forma incorreta por que a vida é encarada.
Joanna de Angelis

Jamais desejando para o seu próximo o que não gostaria de experimentar, assumem-se compromissos de prosperidade, sem prejuízo de natureza alguma para si ou para os outros.
Joanna de Angelis
Tudo é importante na vida. Os pequenos atos são preparatórios dos gestos grandiosos e das realizações vultosas.
Joanna de Angelis

REGINALDO CAMPETTI - COMUNICAÇÃO ESPIRITA


sábado, 28 de setembro de 2013

O sono e os sonhos

Categorizados por Allan Kardec como fenômenos de emancipação da alma, o sono e os sonhos são indicativos de  que o Espírito encarnado  nunca está inativo,  ainda que mantido ligado ao corpo físico pelo perispírito:
Durante o sono, apenas o corpo repousa, pois o Espírito não dorme; aproveita-se do repouso do corpo e dos momentos em que  a sua presença não é necessária para atuar  isoladamente e  ir aonde quiser, no gozo então da sua liberdade e da plenitude das suas faculdades. Durante a encarnação, o Espírito jamais se acha separado completamente do corpo; qualquer que seja a distância a que se transporte, conserva-se preso sempre ao corpo físico por um laço fluídico , que serve para lembrá-lo de retornar a este, desde que a sua presença ali se torne necessária. Somente a morte rompe esse laço.1

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

PRETOS VELHOS - por Richard Simonetti


1 – O que dizer da manifestação de pretos velhos no Centro Espírita, com seu linguajar peculiar? Não devem ser estimulados a mudar a postura, instruindo-se?
                        Parece-me que a evolução não tem nada a ver com a expressão física ou linguística.Espíritos que se manifestam como pretos velhos podem ser muito evoluídos, tanto quanto branquelos podem ser atrasados.
 2 –     O problema é quando Espíritos apresentam-se como orientadores. Fica complicado aceitar que um mentor não tenha aprendido a falar.
                        Kardec orienta que devemos considerar o conteúdo, não a forma. Respeitando a opção do Espírito, tudo o que nos compete avaliar é se sua mensagem guarda compatibilidade com os princípios espíritas.
 3 –     Não devemos, portanto, opor resistência à manifestação de pretos velhos, índios, caboclos?…

O verde de nossa grama




Existe um provérbio muito popular em nosso país e também em países de língua inglesa que diz o seguinte: a grama do vizinho é sempre mais verde.
O provérbio foi objeto de estudo por um psicólogo americano, que resolveu checar, por meio de vários métodos, como percepção ótica e psicologia, se a frase é, de fato, verdadeira.
As conclusões são curiosas e uma delas inusitada: a de que, levando em conta o ângulo que uma pessoa forma em relação à própria grama e à do vizinho quando olha, realmente a do outro parecerá mais verde.
Segundo ele ainda, ao olhar para nossa própria grama, por entre as folhas, vemos também a terra marrom, que altera o verde, fazendo com que fique mais fraco.
Quando olhamos para a do vizinho, no entanto, o ângulo não deixa que vejamos a terra, só as folhas, o que fortalece a percepção do tom forte.

Os sapatos dos outros – sobre a empatia




Os países de língua inglesa usam um termo muito interessante para explicar a empatia: colocar seus pés nos sapatos dos outros.
Trata-se de um exercício difícil, num primeiro momento, mas, que depois de aprendido, torna-se grande aliado para melhorar as nossas relações com o próximo.
Essa técnica envolve a capacidade de suspender provisoriamente a insistência no próprio ponto de vista, e encarar a situação a partir da perspectiva do outro.
Significa imaginar qual seria a situação caso se estivesse no seu lugar, como se lidaria com o fato.
Isso ajuda a desenvolver uma conscientização dos sentimentos do outro e um respeito por eles, o que é um importante fator para a redução de conflitos e problemas nas relações.
Só vestindo o calçado do outro saberemos se ele é apertado ou não, se machuca aqui ou ali, e assim poderemos compreender e tomar atitudes mais eficazes para consolar e ajudar.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

HOJE AS 19:30 até as 20:30hs HAVERÁ ATENDIMENTO FRATERNO 
CONSULTA ESPIRITUAL 

Não julgueis

O Evangelista Mateus anotou, das palavras de Jesus, a grave advertência: Não julgueis, a fim de não serdes julgados; porquanto sereis julgados conforme houverdes julgado os outros.
Ocorre que, em nossas vidas, de modo geral, julgamos em demasia. Alguns de nós chegamos a expressar que nos basta um olhar para saber das qualidades ou dos defeitos das pessoas.
Em verdade, damos uma olhada superficial e permitimos que o preconceito oriente a nossa apreciação.
Recordamos que Victor Frankl, psiquiatra austríaco, que ficou prisioneiro em quatro campos de concentração, durante a Segunda Guerra Mundial, escreveu:

ENTREVISTA





Escrito por Victor Rebelo
 José Carlos De Lucca é um dos palestrantes e escritores mais conhecidos do movimento espírita da atualidade.
De Lucca fala um pouco do seu trabalho como escritor e palestrante, e ressalta a importância que o contato com o público tem em sua vida.
Tem 14 livros publicados, entre eles: Sem Medo de Ser Feliz, Justiça Além da Vida, Para o Dia Nascer Feliz, Com os Olhos do Coração, Olho Mágico... e, seu mais recente livro, Socorro e Solução.
Nesta entrevista exclusiva, De Lucca fala um pouco do seu trabalho como escritor e palestrante, e ressalta a importância que o contato com o público tem em sua vida.
De Lucca, fale um pouco sobre como e quando iniciou o seu trabalho de divulgação do Espiritismo.
José Carlos De Lucca – Começamos, em 1987, a realizar exposições nos Cursos de Espiritismo e Aprendizes do Evangelho, inicialmente na casa espírita onde frequentava e, depois, em outros centros nos quais passei a ser convidado.

Qual a medida do seu amor?


Escrito por Wanderley Oliveira   

Quem ama de forma amadurecida reconhece que não pode mudar ninguém. Apenas podemos colaborar, orientar, incentivar...
Editora Dufaux está lançando o mais recente livro psicografado pela autora espiritual Ermance Dufaux, cujo título é Qual a Medida do seu Amor?, à venda aqui no site.
Os textos da autora vêm em boa hora. Por certo, o amor, que é a alma das ideias espíritas, precisa mesmo de um novo olhar, de uma nova “medida”. Por conta das nossas ilusões nesse tema, ele está sendo interpretado de um modo que pode causar dor e deseducação espiritual.
Farei uma breve análise do assunto, inspirado nas principais reflexões que Ermance Dufaux examina ao longo de Qual a Medida do seu Amor? São três as principais ilusões que envolvem o tema amor:

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

A MORTE COLETIVA NA VISÃO ESPIRITA


O PORQUÊ DAS MORTES COLETIVAS - UMA VISÃO ESPÍRITA
Desastres e resgates coletivos: sinal dos tempos ou de futuro promissor?

Quando olhamos para o mundo à nossa volta, parece-nos que se multiplicam as catástrofes, os desastres, os cataclismos. Em um momento como aquele, em que todas as atenções estavam voltadas para o acidente com o Airbus da TAM, que vinha de Porto Alegre-RS (vôo JJ 3054 ) e se chocou contra o prédio da própria empresa aérea, em frente ao aeroporto, quando tentava aterrissar, provocando a morte de mais de 160 pessoas, entre passageiros, tripulantes e funcionários da companhia aérea que trabalhavam no prédio atingido, a atenção fica mais desperta, e os questionamentos são vários, e envolvem até a Justiça (ou para alguns, a injustiça) Divina.
E atualmente o acidente em Santa Maria/RS no incêndio em uma boate em que 233 estudantes universitários foram mortos, só nos cabe mobilizar os grupos mediúnicos e fazer muita prece a esses irmãos e que os espíritos socorristas venham auxiliar-nos.
O Espiritismo, enquanto doutrina libertadora, progressista e evolutiva, e por isso mesmo considerada consoladora, objetiva auxiliar-nos a entender o porquê dos acontecimentos de nosso dia-a-dia, inclusive dos mais trágicos. Assim, via entendimento da Lei Natural e da Justiça Divina, obtêm-se a conseqüente aplicação desses princípios no cotidiano, favorecendo sua vivência, promovendo a coerência entre o crer e o agir.
Frente a situações como essa vivenciada no dia 17 de julho de 2007, alguns questionamentos são usuais, como, por exemplo: Por que acontece esse tipo de coisas? Qual a finalidade desses acidentes que causam a morte conjunta de várias pessoas? Como a Justiça Divina pode ser percebida nessas situações? Por que algumas pessoas escapam?

Colônias Espirituais no Brasil


Quando o filme “Nosso lar” saiu, muitas pessoas acabaram interessadas no Espiritismo e nas chamadas “Cidades Astrais”, que nada mais são do que Formas-Pensamento de comunidades agrupadas em grandes egrégoras com até dezenas de milhares de pessoas. Nosso Lar, certamente é a mais famosa, mas não é a única colônia relatada em livros kardecistas.
Colônia Espiritual, cidade espiritual, comunidade espiritual ou mundos transitórios é o lugar onde vivem os espíritos após a morte. Existem vários tipos de colônias espirituais, temos: Colônias correcionais, de estudo e desenvolvimento das artes, socorristas, pesquisa no autoconhecimento e científicas e várias outras. Lá os espíritos trabalham, mandam mensagens espirituais para as pessoas encarnadas, se recuperam, preparam-se para encarnar novamente, além de muitas outras coisas.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

HOJE AS 19:30 as 20:30hs
 ATENDIMENTO FRATERNO 
ATENDIMENTO ESPIRITUAL
DOAR E RECEBER FLUIDOS ENERGÉTICOS
LIMPEZA ASTRAL
paz e bem

CASAS ESPIRITAS DE PARNAIBA

PARNAÍBA
16. CENTRO ESPÍRITA “A CAMINHO DA LUZ”
Rua do Rosário, 250 – Centro    CEP: 64202-060
Data de fundação: 12/06/1992         CNPJ: 07.101.629/0001-77
17. CENTRO ESPÍRITA “ALARICO DA CUNHA”
Rua Franklin Veras, 799 - São Francisco    CEP: 64215-170
18. CENTRO ESPÍRITA “CARIDADE E FÉ”
Rua Samuel Santos, 284 - Campos
CEP: 64.215-200   Data de fundação: 15/03/2000
http://caridadefe.blogspot.com/
19. CENTRO ESPÍRITA “CHICO XAVIER”
Rua Borges Machado, 915 – Pindorama         CEP: 64200-970
Data de fundação: 02/04/1980     CNPJ: 23.514.193/0001-02
http://www.chicoxavierphb.com/
20. CENTRO ESPÍRITA “HUMBERTO DE CAMPOS”
Rua Franklin Veras, 799 - São Francisco     CEP: 64215-170
Data de fundação: 15/09/1956     CNPJ: 06.549.703/0001-50
21. CENTRO ESPÍRITA “PERSEVERANÇA NO BEM”   
Rua Monsenhor Joaquim Lopes, 549 – Carmo      CEP: 64200-250
http://www.ceperseverancanobem.blogspot.com/
22. CENTRO ESPÍRITA “SEMENTE CRISTÔ
Rua Bolívia, Q-25 C-10    Jardim Nova América     CEP: 64200-000   
Data de fundação: 22/06/2002        CNPJ: 05.144.817/0001-57
http://cescrista.blogspot.com/
23. CENTRO ESPÍRITA “VIDA E PROGRESSO”    
Rua Vera Cruz, 647 - São José      CEP: 64216-100
Data de fundação: 01/01/1943
24. GRUPO DE ESTUDOS ESPÍRITAS “BEZERRA DE MENEZES”
Rua Prof. Einstein, 795   CEP: 64.200-200  

Movimento Espírita no Brasil

Nos dias 21 e 22 de setembro será realizado o Seminário “A Unificação do Movimento Espírita no Brasil”, no Auditório da Federação Espírita do Estado de Sergipe e no Grupo Espírita Filantrópico Dr. Bezerra de Menezes, em Aracaju. Estarão participando do desenvolvimento do evento o presidente da FEB, Antonio Cesar Perri e José Luiz Dias. Mais informações no site www.fees.org.br

O que a FEB Editora está fazendo

Prezado leitor, apresentamos a seguir a relação dos novos títulos publicados pela FEB Editora em 2012 e 2013.
 LANÇAMENTOS 2012-2013:
1. Anna Prado, a mulher que falava com os mortos, Samuel Nunes Magalhães;
2. Atendimento espiritual pelo passe (O), organizado por Marta Antunes Moura;
3. Conviver para amar e servir, de Helder Boska de Moraes Sarmento, Reinaldo Nobre Pontes e Sonia Regina Hierro Parolin;

Adequações, integrações e dinamização

Nas notas divulgadas pelo Portal da FEB e redes sociais – e que atingem número de acessos diários extremamente significativos e crescentes -, nos lançamentos, reedições e edições em parceria da Editora FEB e pelas páginas da revista centenária Reformador nota-se indícios de transformações que se encontram em andamento. Haja vista a edição de setembro que aborda temas sensíveis e do momento (http://www.sistemas.febnet.org.br/reformadoronline/revista/).

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Filhos Diferentes




O Espiritismo nos orienta sobre tão grave problema. Quantos pais sofrem a dor de um filho difícil, apesar de orientá-lo com o maior carinho e dedicação. Nem sempre os Espíritos que encarnam numa mesma família são Espíritos simpáticos, ligados por relações anteriores, que se traduzem pela afeição durante a vida terrena. Mas, pode acontecer que esses Espíritos sejam completamente estranhos uns para os outros, separados por antipatias igualmente anteriores.

Emanuel transmite ao médium Francisco C. Xavier mensagem sobre essa temática de rara beleza e profundidade: Filhos diferentes.

Provavelmente, conhecê-los-ás no mais íntimo da alma. Os filhos diferentes. Conseguistes instruir os outros. Encaminhá-los para o bem com facilidade. Mas, encontraste aquele que não se afina com os teus ideais. É um filho que não se erige à altura do padrão doméstico a que te elevaste, ou uma filha que te desmente a esperança.

LIVROS QUE LI E RECOMENDO

 

Amai os vossos inimigos



3. Se o amor do próximo constitui o princípio da caridade,
amar os inimigos é a mais sublime aplicação desse princí-
pio, porquanto a posse de tal virtude representa uma das
maiores vitórias alcançadas contra o egoísmo e o orgulho.
Entretanto, há geralmente equívoco no tocante ao sentido
 da palavra amar, neste passo. Não pretendeu Jesus,
assim falando, que cada um de nós tenha para com o seu
inimigo a ternura que dispensa a um irmão ou amigo.
A ternura pressupõe confiança; ora, ninguém pode depositar

sábado, 21 de setembro de 2013

Contatos do Além

A doutrina espírita surgiu com base nas pesquisas e experimentações de Allan Kardec, o que justifica seu aspecto científico, apesar de não ser reconhecida oficialmente como Ciência.
Vários povos, nos mais distantes pontos do planeta e em diversas épocas, já eram possuidores de algunas revelações trazidas pelos espíritos, pois a mediunidade não é exclusividade do Espiritismo. Por isso, a Revista Cristã de Espiritismo também procura apresentar outros conceitos espiritualistas, tanto do Ocidente quanto do Oriente, a fim de que o leitor possa aprofundar seus conhecimentos gerais na área da espiritualidade.
No século XIX, foi instaurado na América e Europa um movimento espiritualista com o objetivo de, à princípio, provar cientificamente, à luz da fé raciocinada, a existência do mundo espiritual e dos espíritos.
Uma vez demonstrada sua realidade, viria o objetivo mais nobre deste movimento: consolar a alma humana!
William Crookes, Ernesto Bozzano, Léon Denis, Kardec, além de outros grandes pesquisadores, investigaram as comunicações com os espíritos, atestando sua veracidade.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Redução da maioridade penal

O assunto em pauta tem sido um dos mais discutidos na atualidade, sobretudo quando ocorrem crimes graves praticados por adolescentes, que se incluem na faixa etária de 12 a 17 anos.

No Brasil, as pesquisas mostram que a maioria das pessoas é favorável à redução da maioridade penal, isto é, o criminoso, a partir dos 16 anos, já deveria estar sujeito ao Código Penal e cumprir pena privativa de liberdade nas Unidades Prisionais.

O argumento mais utilizado para a redução diz respeito ao fato de se poder votar a partir dos 16 anos, de forma que, se o jovem tem maturidade para escolher os governantes, também tem noção do certo e do errado e deve sofrer sanções mais graves quando comete delitos. Como o artigo tem o escopo de analisar o tema sob o enfoque espírita, valeria a pena perguntar: que a Espiritualidade superior diz a respeito do assunto?

No livro Atualidade do pensamento espírita, 1 ditado pelo Espírito Vianna de Carvalho, através da mediunidade de Divaldo PereiravFranco, há a seguinte pergunta:

[...] A legislação penal aplicável às crianças e adolescentes deve ser idêntica à estabelecida para adultos?

O citado Espírito responde (trechos destacados pelo subscritor deste artigo):
A criança, que inspira ternura e amor, não obstante o período de infância que atravessa, é um Espírito vivido e quiçá experiente que traz, das reencarnações passadas, as conquistas e os prejuízos que foram acumulados através do tempo. No entanto, a criança e o adolescente, quando delinquem, devem receber um tratamento especial, porquanto o discernimento e a lucidez da razão ainda não lhes facultam a capacidade de saber o que é certo e o que é errado, sendo facilmente influenciados para esta ou aquela atitude.
Como consequência, devem ser-lhes aplicadas legislações próprias, compatíveis com o seu nível de crescimento intelectual e moral. A preocupação precípua, no entanto, deverá ser sempre a de educar, oferecendo-se os recursos necessários para que sejam evitados muitos dos delitos que ora ocorrem na sociedade ainda injusta.

Ciência e Espiritualidade

Escrito por Victor Rebelo   
Uma das grandes bênçãos que tenho ao editar a Revista Cristã de Espiritismo é o fato de que estou sempre aprendendo com os artigos que publicamos.
Posso dividir a revista em duas partes: uma, composta de artigos básicos, para iniciantes na doutrina espírita.
Outra, para aqueles que já conhecem os fundamentos básicos do Espiritismo e desejam se aprofundar ou mesmo analisar fatos da nossa atualidade à luz da doutrina espírita. Com relação a esta segunda parte, tenho aprendido muito.
Cada editor, por mais imparcial que procure ser, sempre acaba “imprimindo” certos conceitos pessoais no perfil editorial da revista. Isso também ocorre com a Revista Cristã de Espiritismo. Por exemplo: como sou um pesquisador universalista e busco uma compreensão maior da vida com base na minha experiência pessoal e nos ensinamentos das várias doutrinas espiritualistas existentes, procuro incentivar nossos leitores a buscarem essa abordagem também. Até mesmo Allan Kardec, codificador da doutrina espírita, tinha essa mentalidade. Quem consultar o Catálogo Racional para fundar uma Biblioteca Espírita, de Kardec, verá que o mestre lionês nos incentiva a estudarmos o Baghavad Gita, o Alcorão etc. Mesmo os espíritos, em O Livro dos Espíritos, nos incentivam a fazermos das religiões um tema sério de estudo, pois, segundo eles, o Espiritismo é patrimônio da humanidade, tendo sido transmitido em todas as épocas e entre os mais diferentes povos.Essa abordagem integral não deve se limitar ao campo da Religião. Precisamos, como propõe o pensador norte-americano Ken Wilber (Espiritualidade Integral), buscar uma visão integrada entre os diferentes campos de pesquisa da Ciência, unindo com os ensinamentos das grandes tradições espiritualistas, deixando de lado aquilo que está comprovadamente equivocado. Arte, Ciência, Religião e Filosofia devem ser trabalhadas de forma integral, interdisciplinar. Bem antes de Ken Wilber, aqui no Ocidente, Descartes propôs uma visão racional, que não se distanciasse da Ciência, com relação a existência de Deus e do Ser (O Discurso do Método).

Após séculos de dominação política e social por parte da Igreja Católica, o Ocidente se viu em condições de alçar voos mais altos em direção ao conhecimento da natureza e da realidade. Com os grandes avanços científicos que estavam chegando, Kardec percebeu que certas colocações contidas em sua codificação poderiam estar, futuramente, em desacordo com as descobertas da Ciência. Por isso, ele nos aconselhou, caso isso acontecesse, a seguirmos com a Ciência.

A codificação não deve, jamais, ser alterada, pois está terminada. Agora, nossos conhecimentos é que não podem se limitar à codificação kardequiana. Se cairmos no fanatismo de achar que as obras básicas contêm tudo ou apresentam informações inquestionáveis, vamos contrariar as próprias recomendações de Kardec, que era um pesquisador sempre atualizado com as descobertas científicas da época. O espírita precisa buscar os vários ramos do conhecimento para construir uma visão de mundo mais integral e atualizada. Muitas teorias da Física Quântica começam a abrir campo para uma visão mais espiritualizada da realidade, e os espíritas não podem ficar de fora desta grande tendência mundial.

Paz e Luz!

terça-feira, 17 de setembro de 2013

CONVITE

HOJE ATENDIMENTO FRATERNO NO CENTRO ESPIRITA PERSEVERANÇA NO BEM AS 19:30hs até as 20:30hs.

Carta Aberta a TV Globo – Aborto – Novela “Amor à Vida”

O Movimento Nacional da Cidadania pela Vida (Brasil sem Aborto) emitiu, esta semana, uma “Carta aberta à Rede Globo”, que levou recentemente ao ar na novela “Amor à vida” uma cena com forte propaganda abortista. Os diálogos utilizados entre os personagens da trama se deram com base em informações erradas sobre o aborto, visivelmente com intenção de formar mentalidade favorável a essa prática no país, onde não é bem vista, como apontam várias pesquisas.
Abaixo, a nota do “Brasil sem Aborto”:
Carta Aberta à TV Globo a respeito da abordagem sobre aborto provocado na novela Amor à Vida.
Ilustríssimo senhor Carlos Henrique Schroder, diretor-geral da TV Globo.
Em cena da novela “Amor à vida”, no capítulo 82 que foi ao ar no dia 23 de agosto, a Rede Globo entrou com extrema superficialidade e com inúmeros equívocos em debate que merece ser abordado com seriedade e fundamentação. Em evento desconectado do enredo, entra em debate o aborto provocado. O personagem de um médico, chefe da residência médica, afirma que “o aborto ilegal está entre as maiores causas de mortes de mulheres no Brasil”. E afirma também que “infelizmente o aborto ilegal se tornou caso de saúde pública”.

Por que comigo? – Entendendo o papel da dor em nossa vida

“Embora a dor e o pranto, não permitas
Que a tua fé sublime se abastarde…
Abraça a luta e segue para a frente,
Antes que seja tarde”
Espírito João Coutinho *
Emmanuel, o orientador Espiritual de Francisco Cândido Xavier, ditou para o Médium brasileiro a lição intitulada “A Mestra Divina”, parte do livro “Ceifa De Luz”, do mesmo autor. Neste belíssimo texto, o Espírito comenta os benefícios causados pela dor àqueles que compreendem a corrigenda, saindo da experiência, melhorados.  Explica que a dor “devolve-nos todos os golpes com que dilaceramos o corpo da vida, para que não persistamos na grade do erro ou nos cárceres do remorso”. (EMMANUEL, 1979, p. 119.) Afirma, ainda, que a Mestra Divina “aqui corrige, adiante esclarece, além reajusta, mais além aprimora” (p. 120), explicando, portanto, até onde a Dor pode atuar em nós, caso permitamos nos favoreça com suas sagradas lições.
Dentro dos postulados Espíritas, aprendemos que pertencemos, no atual estágio evolutivo, à categoria de Espíritos Imperfeitos, portanto, incompletos, em muito ignorantes, e, em muitos casos, ainda maus, essencialmente. Daí a necessidade de residirmos, temporariamente, em um mundo que reflete nosso estado íntimo, ou seja, em um planeta classificado como sendo de “provas e expiações”.

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

CHICO...

Não exijas dos outros qualidades que ainda não possuem.
Francisco Cândido Xavier
Fico triste quando alguém me ofende, mas, com certeza, eu ficaria mais triste se fosse eu o ofensor... Magoar alguém é terrível!
Chico Xavier
Agradeço todas as dificuldades que enfrentei; não fosse por elas, eu não teria saído do lugar. As facilidades nos impedem de caminhar. Mesmo as críticas nos auxiliam muito.
Chico Xavier

Os Espíritos Influenciam os Nossos Pensamentos e Atos?




Para admitir a influência dos Espíritos é necessário aceitar a ideia de que há Espíritos e que estes sobrevivem à morte do corpo físico.
A dúvida relativa à existência dos Espíritos tem como causa principal a ignorância acerca da sua verdadeira natureza. [...] Seja qual for a ideia que se faça dos Espíritos, a crença neles necessariamente se baseia na existência de um princípio inteligente fora da matéria.[1]
Na verdade, os Espíritos exercem grande influência nos acontecimentos da vida. Essa influência pode ser oculta (sutil) ou  claramente percebida. Pode ser boa ou má, fugaz ou duradoura.  Não é nada miraculoso ou sobrenatural.
Imaginamos erroneamente que a ação dos Espíritos só se deva manifestar por fenômenos extraordinários. Gostaríamos que nos viessem ajudar por meio de milagres e sempre os representamos armados de uma varinha mágica. Mas não é assim, razão por que nos parece oculta a sua intervenção e muito natural o que se faz com o concurso deles. Assim, por exemplo, eles provocarão o encontro de duas pessoas, que julgarão encontrar-se por acaso; inspirarão a alguém a ideia de passar por tal lugar; chamarão sua atenção para determinado ponto, se isso levar ao resultado que desejam, de tal modo que o homem, acreditando seguir apenas o próprio impulso, conserva sempre o seu livre-arbítrio.[2]
A influência dos Espíritos é ocorrência comum, garantida pelos os princípios  da sintonia mental, pois “(…) é no mundo mental que se processa a gênese de todos os trabalhos da comunhão de espírito a espírito”[3], ensina Emmanuel.  Contudo, antes  de ser estabelecida a sintonia entre duas mentes, ocorre os processos de afinidade intelectual ou moral, ou ambas, pois “o  homem permanece envolto em largo oceano de pensamentos, nutrindo-se de substância mental, em grande proporção. Toda criatura absorve, sem perceber, a influência alheia nos recursos imponderáveis que lhe equilibram a existência. [4] E, mais, acrescenta o Benfeitor:

A mente, em qualquer plano, emite e recebe, dá e recolhe, renovando-se constantemente para o alto destino que lhe compete atingir. Estamos assimilando correntes mentais, de maneira permanente. De modo imperceptível, “ingerimos pensamentos”, a cada instante, projetando, em torno de nossa individualidade, as forças que acalentamos em nós mesmos. [...] Somos afetados pelas vibrações de paisagens, pessoas e coisas que cercam. Se nos confiamos às impressões alheias de enfermidade e amargura, apressadamente se nos altera o “tônus mental”, inclinando-nos à franca receptividade de moléstias indefiníveis. Se nos devotamos ao convívio com pessoas operosas e dinâmicas, encontramos valioso sustentáculo aos nossos propósitos de trabalho e realização. (…).[1]
fonte: site da FEB.

Seminário Os caminhos da Dependência Química

O Seminário, aberto a todos os interessados, objetiva esclarecer o processo de dependência química e sua superação nos aspectos físicos, mentais, emocionais e espirituais; evidenciar a participação da família na prevenção e superação da dependência; e instrumentalizar trabalhadores voluntários envolvidos na área de atendimento ao adicto e seus familiares.

Será ministrado por Rener Leite, de Minas Gerais, que possui larga experiência no trabalho com dependentes. À exceção do primeiro tema, que situará essa problemática em Teresina, os demais serão por ele trabalhados:
a) Usuários de drogas em Teresina: entre estigmas, criminalizações e trabalhos voluntários;
b) Dependência química: Por quê? Como acontece? A família pode prevenir? Como ajudar adolescentes e jovens?
c) A dependência química tem cura? Os tratamentos físicos, psíquico e espirita. A importância da família.

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Trabalho e união pela difusão do espiritismo

              















               A Doutrina Espirita traz conceitos novos a respeito de tudo que nos cerca. Com relação á união dos espiritas e das instituições espiritas, bem como a unificação do movimento espirita, o espiritismo nos orienta que devemos seguir os princípios do evangelho de Jesus, que nos estimula a prática da caridade no seu significado mais abrangente.
              Nesse sentido, a vivência e o estimulo a solidariedade, sem pretensão de imposição, assentada na colaboração do diálogo fraterno, apoiando os Centros Espiritas, nos seus esforços de colocar a Doutrina Espirita baseada nas obras de Allan Kardec, a disposição dos seres humanos, deve sempre representar o trabalho de união e unificação do movimento espirita em nível local, estadual, nacional e internacional.
(Nestor João Masotti)
             O verdadeiro espirita jamais deixara de fazer o bem, lenir corações aflitos; Consolar, acalmar desesperos, operar reformas morais, essa é a sua missão.                                                                          E nisso também que encontrará satisfação real.
            O Espiritismo anda no ar, difunde-se pela força mesma das coisas, porque torna feliz os que os professam (...)
             A saudosa médium Yvone A. Pereira, em uma de suas obras, convida-nos a refletir sobre a importância dos estudos doutrinários para maior compreensão dos problemas a serem enfrentados por aqueles que elegeram a doutrina espirita e o evangelho, como condutores fulgurantes a nortear suas vidas.
             O estudo eficiente do espiritismo esclarece de tal forma os aspectos gerais da vida, como a situação dos espiritas, que, a ele nos dedicamos devidamente, não mais surpresas nem vacilações nos chocarão em qualquer setor.
             Seremos então espiritas preparados para os choques das múltiplas facetas da existência e saberemos que o Espiritismo e o próprio evangelho exigem que, para servi-los, sejamos realmente fortes, capazes de enfrentar a qualquer situação difícil, seja no ardor das próprias provocações, nas lutas do trabalho ou geral ou diante das fraquezas e imperfeições dos irmãos de crença.
                 Perseverar, pois, deve ser a meta dos ESPIRITAS SINCEROS. A felicidade que experimentarão, vendo a doutrina se propagar, os fará deixar de lado as questões de somenos importância, para só se ocuparem com as essências.
                  Conforme as palavras de Erasto há muito por fazer no campo a ser semeado em prol das populações atentas que aguardam mensagens de consolação, fraternidade, esperança e paz.
                  Irmãos confrades vamos colocar o evangelho em nosso dia a dia, mas, principalmente em nossos corações é o que pede Jesus Cristo através da codificação de Allan Kardec ele também pede:

 “Orai vigiai e instrui-vos”.

                                                                                           Ana Catharina Pessoa

                  

CONVITE PARA HOJE

HOJE ATENDIMENTO FRATERNO E CONSULTA ESPIRITUAL.

Que eu não perca a vontade de doar este enorme amor que existe em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetidoa provas e até rejeitado.
Chico Xavier

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

O SEMINÁRIO A CONVIVÊNCIA NA CASA ESPIRITA . O evento foi realizado no Centro Espírita Semente Cristã.

AMIGOS CONFRADES











 




       Dirigentes e trabalhadores de casas espíritas de Parnaíba, realizaram na manhã deste domingo (8), o seminário A Convivência na Casa Espírita. O evento foi realizado no Centro Espírita Semente Cristã.
A atividade teve início com um momento de convivência em dupla, onde por 10 minutos a dupla mantinha-se em conversação, de vez que, muitos não se conheciam por fazerem parte de instituições diversas.
Em seguida, os temas foram apresentados na seguinte ordem:
Trabalho e Convivência na Casa Espírita – Ramon Portela, O Trabalhador e a Tarefa Espírita – Dora Rodrigues, O Servidor de Jesus na Seara Espírita – Samuel Aguiar.
 Dinâmicas de grupo e de não deixar o balão cair, foram realizadas pelos participantes, levando à reflexão dos temas apresentados.
Uma manhã extremamente proveitosa, essa a conclusão de todos os participantes, de vez que a questão da convivência na casa espírita é uma temática a ser abordada sempre, trazendo-nos a reflexão sobre a nossa postura de trabalhador na seara do Cristo.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

HOJE ATENDIMENTO FRATERNO

HOJE AS 19:30hs as 20:30hs ESTAMOS DE PORTAS ABERTAS PARA O NOSSO ATENDIMENTO FRATERNO:
ESTUDO / PALESTRA / ATENDIMENTO ESPIRITUAL.

DEUS, CRISTO E CARIDADE!

EXEMPLO DE HOMEM DE BEM

NA VIA PÚBLICA
Demonstrar, com exemplos, que o espírita é cristão em qualquer local.
A Vinha do Senhor é o mundo inteiro.
Colaborar na higiene das vias públicas, não atirando detritos nas calçadas e nas
sarjetas.
As pessoas de bons costumes se revelam nos menores atos.
Consagrar os direitos alheios, usando cordialidade e brandura com todo transeunte,
seja ele quem for.
O culto da caridade não exige circunstâncias especiais.
Cumprimentar com serenidade e alegria as pessoas que convivem conosco,
inspirando-lhes confiança.
A saudação fraterna é cartão de paz.
Exteriorizar gentileza e compreensão para com todos, prestando

sábado, 7 de setembro de 2013


PARABÉNS PÁTRIA AMADA BRASIL

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

FRASE DE EURIPEDES BARSANULFO.

Aqui mora a fé, a sublime qualidade dos que jamais deixarão de acreditar na força superior do bem.
Eurípedes Barsanulfo
Que fechem a farmácia, a escola deve continuar funcionando.
Eurípedes Barsanulfo
Irmãos, sede os vencedores da rotina escravizante.

Em cada dia renasce a luz de uma nova vida e com a morte somente morrem as ilusões.

O espírito deve ser conhecido por suas obras.

É necessário viver e servir.

É necessário viver, meus irmãos, e ser mais do que o pó!
Eurípedes Barsanulfo