#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Um viva ao amor











Senhor, quero terminar o dia de hoje com um viva ao amor. 
Bendigo o amor do sol, 
Das estrelas, das flores, 
Das fontes e de todos os seres. 
Não importa saber que espécie de amor 
É o amor de todos os seres. 
O que importa é que todos te amam a seu modo. 
E do modo como queres ser amado por eles. 


Bendigo o amor dos homens que pensam. 
Bendigo o amor de quem perdoa 
E o amor de quem é bom. 
Bendigo o amor de quem espera 
E o amor de quem se apressa. 
Bendigo o amor de quem não condena 
E o amor de quem recebe o condenado. 
Bendigo o amor de quem estende as mãos 
E o amor de quem abre o coração. 
Bendigo o amor de quem recebe à porta 
E o amor de quem manda entrar. 
Bendigo o amor de quem oferece 
E o amor de quem se entrega. 
Bendigo o amor de quem enxuga lágrimas 
E o amor de quem faz sorrir. 
Bendigo o amor de quem se aproxima 
E o amor de quem não sai de perto. 
Bendigo o amor de quem não faz dificuldades 
E o amor de quem ajuda. 
Bendigo o amor de quem te procura 
E o amor de quem te encontra. 
Bendigo o amor de quem fica contigo 
E o amor de quem te leva. 

Mas, Senhor, sobretudo, bendigo o teu amor! 
Bendigo o amor que te fez criança. 
Bendigo o amor que te fez o melhor de todos os filhos. 
Bendigo o amor que te fez falar as coisas mais belas sobre o próprio amor. 
Bendigo o amor que te fez pensar em todos os homens. 
Bendigo o amor que te fez esperança de todos os povos. 
Bendigo o amor que salvou a Samaritana, que olhou para Pedro, 
Que carregou a cruz, que rezou pelos inimigos, 
Que te fez morrer para que tenhamos vida em abundância. 
Bendigo o teu amor, Senhor, agora e sempre 
E que este teu amor 
Também me faça bendito. 


Orlando Gambi

0 comentários:

Postar um comentário