#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

MÉDICO SE VESTE COMO MENDIGO PARA CUIDAR DA SAÚDE DE MORADORES DE RUA

Foto: <3 MÉDICO SE VESTE COMO MENDIGO PARA CUIDAR DA SAÚDE DE MORADORES DE RUA <3 

O doutor Jim Withers, fundador da “medicina de rua”, elevou o nível de benevolência humana e carinho com o próximo. Há vinte anos, esse médico cuida das vidas de quem mais precisa de ajuda: moradores de rua.
De acordo com sua filosofia, a melhor forma de tratar  essas pessoas é no lugar onde elas vivem. Por isso, seu objetivo não é esperar em seu consultório por visitas e sim ir ao encontro de quem carece de ajuda pelas ruas de Pittsburgh. Para isso, ele enche uma mochila com remédios e mantimento, mas o tradicional jaleco branco dá lugar roupas surradas, tudo para ficar mais próximo dos moradores de rua, segue ao encontro desses seres humanos carentes todos os dias.
O Street Medicine Institute é uma organização sem fins lucrativos que coordena e avoluma as atividades como a do doutor Withers. Empresas do ramo farmacêutico patrocinam o instituto, melhorando as práticas médicas de rua.

OBSERVAÇÃO:  "Tudo o que fizerdes a um destes pequeninos, a mim fizerdes" disse Jesus. <3
"O médico verdadeiro não tem o direito de acabar a refeição, de escolher a hora, de inquirir se é longe ou perto. O que não atende por estar com visitas, por ter trabalhado muito e achar-se fatigado, ou por ser alta noite, mau o caminho ou tempo, ficar longe, ou no morro; o que sobretudo pede um carro a quem não tem como pagar a receita, ou diz a quem chora à porta que procure outro – esse não é médico, é negociante de negociante de medicina, que trabalha para recolher capital e juros os gastos da formatura. Esse é um desgraçado, que manda, para outro, o anjo da caridade que lhe veio fazer uma visita e lhe trazia a única espórtula que podia saciar a sede de riqueza do seu espírito, a única que jamais se perderá nos vaivens da vida" disse  Bezerra de Menezes, o médico dos pobres.
O doutor Jim Withers, fundador da “medicina de rua”, elevou o nível de benevolência humana e carinho com o próximo. Há vinte anos, esse médico cuida das vidas de quem mais precisa de ajuda: moradores de rua.
De acordo com sua filosofia, a melhor forma de tratar  essas pessoas é no lugar onde elas vivem. Por isso, seu objetivo não é esperar em seu consultório por visitas e sim ir ao encontro de quem carece de ajuda pelas ruas de Pittsburgh. Para isso, ele enche uma mochila com remédios e mantimento, mas o tradicional jaleco branco dá lugar roupas surradas, tudo para ficar mais próximo dos moradores de rua, segue ao encontro desses seres humanos carentes todos os dias.
O Street Medicine Institute é uma organização sem fins lucrativos que coordena e avoluma as atividades como a do doutor Withers. Empresas do ramo farmacêutico patrocinam o instituto, melhorando as práticas médicas de rua.
 
 
OBSERVAÇÃO: "Tudo o que fizerdes a um destes pequeninos, a mim fizerdes" disse Jesus.
"O médico verdadeiro não tem o direito de acabar a refeição, de escolher a hora, de inquirir se é longe ou perto. O que não atende por estar com visitas, por ter trabalhado muito e achar-se fatigado, ou por ser alta noite, mau o caminho ou tempo, ficar longe, ou no morro; o que sobretudo pede um carro a quem não tem como pagar a receita, ou diz a quem chora à porta que procure outro – esse não é médico, é negociante de negociante de medicina, que trabalha para recolher capital e juros os gastos da formatura. Esse é um desgraçado, que manda, para outro, o anjo da caridade que lhe veio fazer uma visita e lhe trazia a única espórtula que podia saciar a sede de riqueza do seu espírito, a única que jamais se perderá nos vaivens da vida" disse Bezerra de Menezes, o médico dos pobres.

0 comentários:

Postar um comentário