#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

terça-feira, 31 de março de 2015

DIREITO E DEVER



 QUANDO APRENDERMOS A AGIR ASSIM.....ESTAREMOS SEGUINDO O SEGUINTE ENSINAMENTO DE JESUS: "FAÇA AO OUTRO O QUE GOSTARIA QUE O OUTRO FIZESSE PARA VOCÊ."

fonte Grupo de estudos Allan kardec 
 

Caridade, a grande Virtude

 Resultado de imagem para irma dulce
Toda moral ensinada por Jesus se resume em duas simples palavras: Caridade e Humildade, isto é, nas duas maiores virtudes em que devemos concentrar todas as nossas forças em desenvolvê-las, se pretendemos erradicar de nosso espírito o egoísmo que até hoje nos mantém presos às teias da ignorância.
Em tudo que ensinou, chamou-nos a atenção apontando essas duas virtudes como sendo as que poderão nos conduzir de encontro à eterna e verdadeira felicidade. Falou-nos ele: “Bem-aventurados os pobres de espírito, isto é os simples, os humildes, porque deles é o reino dos céus; e continuou a nos ensinar; bem-aventurados os que têm puro o coração; bem-aventurados os que são brandos e pacíficos; bem-aventurados os que são misericordiosos; amai o vosso próximo como a vós mesmos; fazei aos outros o que  gostaria que vos fizessem; amai os vossos inimigos; perdoai as ofensas, se quiserdes ser perdoados; praticai o bem sem ostentação; julgai-vos a vós mesmos, antes de julgardes os outros; não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita”. Em todas estas passagens de seus ditos se pode tirar o ensinamento maior resumindo em caridade e humildade, eis o que não cessa de recomendar e exemplificar em todas as suas ações. Em tudo que pregou em sua passagem pelo nosso planeta, não cansou de combater o orgulho e o egoísmo que são sem dúvida as duas grandes chagas a corroer a humanidade.

Qual a sua fome?


andre-sobreiro 







Mahatma Gandhi, espírito de elevada posição na hierarquia espiritual da Terra, nos deixou dizeres de extrema sabedoria, que servirão ao contexto do nosso singelo esforço de reflexão:
- Se se perdessem todos os livros sacros da humanidade, e só se salvasse o Sermão da Montanha, nada estaria perdido.
Gandhi, não sendo cristão, percebeu aquilo que, muitas vezes, nós, sendo cristãos, não conseguimos perceber: esse sermão, que é considerado por muitos estudiosos o resumo de todo o Evangelho, é também o maior código moral da história da humanidade.

segunda-feira, 30 de março de 2015

“Perdão sempre” pelo Espírito Emmanuel

floresQuem deseje encontrar a Paz na Vida, Perdoe as Provas que a vida nos apresenta.
Se procuramos a paz com os amigos, perdoemos a todos sem reclamar as faltas que nos ofertem.
Se desejamos a paz com os vizinhos, tratemos a todos eles com a bondade e a distinção com que desejamos ser tratados.
Se desejamos a paz com a natureza, procuremos agir com ela dentro do equilíbrio com que somos por ela beneficiados.

Semana Espírita Chico Xavier inicia segunda-feira, 30 de março


A abertura da Semana Espírita Chico Xavier será realizada segunda-feira, 30 de março, às 19:30h, no auditório da ACP, no Porto das Barcas, em Parnaíba.
Gabriel Nogueira Salum, vice-presidente da Federação Espírita do Rio Grande do Sul, ministrará a palestra - Chico Xavier e o legado do Espírito. 
A programação em homenagem ao saudoso médium mineiro, prossegue nas casas espíritas, conforme cartaz abaixo, até o dia 3 de abril.
Realização: UME - União Municipal Espírita

domingo, 29 de março de 2015

Domingo de Ramos na visão Espirita



Jesus e seus discípulos seguiram para Jerusalém. No caminho, Jesus pede para que seus discípulos Lhe arranjassem um animal de carga. E assim o fizeram. Jesus montou nele e prosseguiu a viagem. A estrada estava cheia de pessoas que também iam para Jerusalém para comemorar a páscoa judaica. Eles abriram alas para Jesus passar. Acenaram com ramos de árvores e forraram o chão com suas roupas. E ao segui-Lo iam gritando parte de um salmo, 118: 25-26: 
-Hosana! Bendito o rei que vem em nome do Senhor!



O simbolismo do jumento pode ser uma referência à tradição oriental de que este é um animal da paz, ao contrário do cavalo, que seria um animal de guerra. Segundo esta tradição, um rei chegava montado num cavalo quando queria a guerra e num jumento quando procurava a paz. Portanto, a entrada de Jesus em Jerusalém simbolizaria sua entrada como um "príncipe da paz" e não um rei guerreiro.
Em muitos lugares no Oriente Próximo antigo, era costumeiro cobrir de alguma forma o caminho à frente de alguém que merecesse grandes honras. A Bíblia hebraica (II Reis 9:13) relatam que Jeú, filho de Josafá, recebeu este tratamento. Este era símbolo de triunfo e vitória na tradição judaica e aparecem em outros lugares da Bíblia (Levítico 23:40 e Apocalipse 7:9, por ex.). Por causa disto, a cena do povo recebendo Jesus com as palmas e cobrindo seu caminho com elas e com suas vestes se torna simbólica e importante.
O último domingo de Jesus na Terra ficou conhecida como "domingo de ramos."
Fonte Grupo De estudos Allan Kardec

sábado, 28 de março de 2015

17

Valores

AntnioCarlosNavarro2
“Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra terá sido ligado nos céus, e tudo o que desligardes na terra será desligado nos céus”. Jesus (Mt 18:18)
A orientação anotada pelo evangelista nos remete a muitas reflexões.
A princípio, devemos levar em conta que o vocábulo “céus” representa o mundo espiritual, que é, segundo a questão oitenta e cinco de O Livro dos Espíritos, o principal, “pois que preexiste e sobrevive a tudo”.

AGRADAR DEUS


fonte grupo de estudos Allan Kaderc

ATENDIMENTO FRATERNO HOJE SÁBADO (28/03/14).

HOJE A PARTIR DAS 17:00hs - ESTUDO SISTEMATIZADO.
LOGO APÓS PASSE MAGNÉTICO.

sexta-feira, 27 de março de 2015

Mensagens psicografadas diminuem a dor por mães e filhos desencarnados

A lei do amor, que rege todas as criaturas, parece ser perceptível com maior intensidade entre mães e filhos. É clichê, démodé, chavão, mas é verdade. Até a mais dura crosta que possa envolver um coração feminino se desfaz na maternidade. Uma incrível capacidade de depositar em criaturas oriundas do seu ventre o mais precioso sentimento toma conta do corpo da mulher. 

Os 10 principais serviços do centro espírita

Resultado de imagem para quais as práticas espiritas nos centros espirita











                         A Doutrina Espírita, ou Espiritismo, tem como lema a liberdade de expressão. Assim, não há um órgão centralizador, como ocorre, por exemplo, na Igreja Católica. Há apenas os princípios básicos que sustentam a Doutrina, ou seja: a existência de Deus, dos Espíritos, a possibilidade da comunicação com eles, a existência do mundo espiritual, da Lei de causa e efeito e a reencarnação.
Diante disso, cada centro espírita tem a possibilidade de praticar as atividades doutrinárias da maneira que achar melhor.
Colocaremos abaixo 10 das principais funções que devem ser praticadas dentro de um verdadeiro centro espírita. A prática correta ou não destas atividades vai variar de acordo com o conhecimento do grupo que dirigir a casa. E a melhor maneira de sabermos se os trabalhos estão sendo feitos dentro dos preceitos de Allan Kardec é analisarmos os resultados obtidos na orientação e tratamento dos problemas materiais e espirituais dos que buscam ajuda no centro espírita.

Recepção: aquele que chega pela primeira vez no centro espírita geralmente tem uma série de dúvidas a respeito do funcionamento da casa. Muitas vezes nem sabe o que irá encontrar ali, haja visto a grande confusão que há na sociedade sobre o que é e o que não é Espiritismo.

Liberdade, Estado, Igualdade e Fraternidade, são as bases da Sociedade


Politicamente falando, não há mais do que um princípio - a soberania do homem sobre si mesmo. Essa soberania de mim e sobre mim chama-se Liberdade. Onde duas ou mais destas soberanias se associam principia o Estado. Nesta associação, porém, não se dá abdicação de qualidade nenhuma. Cada soberania concede certa quantidade de si mesma para formar o direito comum, quantidade que não é maior para uns do que para os outros. Esta identidade de concessão que cada um faz a todos chama-se Igualdade. O direito comum não é mais do que a protecção de todos dividida pelo direito de cada um. Esta protecção de todos sobre cada um chama-se Fraternidade. O ponto de intersecção de todas estas soberanias que se agregam chama-se Sociedade. 

PARA ONDE VAMOS QUANDO MORREMOS

Resultado de imagem para o que acontece quando morremos espiritismo
Vamos tentar responder neste artigo a pergunta que todo ser humano faz em algum momento da vida: “Para onde vamos quando morremos?” O primeiro ponto que precisamos aceitar como verdade é que depois da morte nossa individualidade continua existindo, continuamos com nossa mesma personalidade, nossas conceitos, preconceitos, gostos, qualidades, defeitos, conhecimentos e inteligência. A morte é apenas a separação do seu corpo orgânico da sua personalidade unica que iremos chamar de Espírito.

quinta-feira, 26 de março de 2015

O QUE É UM TRATAMENTO OU UMA CIRURGIA ESPIRITUAL ?


Não é preciso seguir a crença espírita para se submeter a um tratamento espiritual, todavia, é preciso ter fé e a vontade de se curar, diz médium

Família divulga carta de Fernanda Lages psicografada por médium


Veja a carta na íntegra:

"Meu pai, minha mãe, que Deus vos abençoe neste momento onde a saudade nos invade trazendo tormentos que sentimos desde a minha partida.

O pior minha mãe já passou. As mãos de Deus me acolheram e por isso posso dizer que reergo-me após lutas vividas nesses últimos dias. Estou me libertando de tudo que aconteceu. Estou me tranquilizando com as suas preces que sempre me acompanharam por este caminho que trilho hoje. Deus minha mãe, é Pai, é Misericórdia, e por isso não devemos perder as esperanças, que depois de tudo que aconteceu eu vou voltar a ser feliz novamente.

SOFRIMENTO

Desastres e resgates coletivos: sinal dos tempos ou de futuro promissor?

Quando olhamos para o mundo à nossa volta, parece-nos que se multiplicam as catástrofes, os desastres, os cataclismos. Em um momento como este, em que todas as atenções estão voltadas para o acidente com o Airbus da TAM, que vinha de Porto Alegre-RS (vôo JJ 3054 ) e se chocou contra o prédio da própria empresa aérea, em frente ao aeroporto, quando tentava aterrissar, provocando a morte de mais de 160 pessoas, entre passageiros, tripulantes e funcionários da companhia aérea que trabalhavam no prédio atingido, a atenção fica mais desperta, e os questionamentos são vários, e envolvem até a Justiça (ou para alguns, a injustiça) Divina.

ATENDIMENTO FRATERNO HOJE

ATENDIMENTO MEDICO ESPIRITUAL
PASSE INDIVIDUAL

MUITA PAZ EM NOSSOS LARES
ANA CATHARINA PESSOA

quarta-feira, 25 de março de 2015

Desejo, um Poema de Victor Hugo*

Victor Hugo, entre os poetas que o admiravam, o brasileiro Castro Alves

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim
Mas se for, saiba ser sem se desesperar
Desejo também que tenha amigos
Que mesmo maus e inconseqüentes
Sejam corajosos e fiéis
E que pelo menos em um deles
Você possa confiar sem duvidar
E porque a vida é assim

Mensagens psicografadas diminuem a dor por mães e filhos desencarnados


A lei do amor, que rege todas as criaturas, parece ser perceptível com maior intensidade entre mães e filhos. É clichê, démodé, chavão, mas é verdade. Até a mais dura crosta que possa envolver um coração feminino se desfaz na maternidade. Uma incrível capacidade de depositar em criaturas oriundas do seu ventre o mais precioso sentimento toma conta do corpo da mulher. 

A abertura da Semana Espírita Chico Xavier será realizada na segunda-feira, 30 de março, às 19:30h, no auditório da ACP, no Porto das Barcas, em Parnaíba.
Gabriel Nogueira Salum, vice-presidente da Federação Espírita do Rio Grande do Sul, ministrará a palestra - Chico Xavier e o legado do Espírito. 
A programação em homenagem ao saudoso médium mineiro, prossegue nas casas espíritas, conforme cartaz abaixo, até o dia 3 de abril.
Realização: UME - União Municipal Espírita

O Que é Psicografia?

Resultado de imagem para psicografia
o capítulo XV do Livro dos Médiuns, o autor Allan Kardec nos explica que de todas as formas de comunicação entre os encarnados (espíritos no corpo físico) e o plano espiritual (os diversos mundos espirituais onde residem os espíritos), a escrita manual dos espíritos pela mão do médium é a mais simples, a mais cômoda, e sobretudo a mais completa.

terça-feira, 24 de março de 2015

Mentor Espiritual, Anjo da Guarda e Espíritos Protetores (Qual a diferença entre eles)

Resultado de imagem para as diferenças entre anjo, protetores e guias espirituais na visão espirita
Mentor Espiritual:

Quem é? Qual seu papel em nossa vida?
Segundo a Doutrina Espírita, todos os homens que empenham em seguir determinado caminho têm ao seu lado o amparo espiritual daqueles, que, desencarnados, se propõem a ajudar encarnados que têm o mesmo objetivo, crença ou propósito. Médicos, Professores, atores, juízes, religiosos, todos contam com a parceria e orientação, embora muito sutil, do plano espiritual. Quem nunca recorreu a um amigo ou conselheiro para resolver determinadas questões? Para os médiuns não é diferente, pois estão imbuídos do compromisso que assumiram antes da reencarnação de servir de intermediário entre os dois planos da vida. E todos eles, sem exceção, contam com a presença de um guia espiritual.

ATENDIMENTO FRATERNO HOJE TERÇA (24/03/14).


LEITURA  - GRAÇA BRITO / ANA CATHARINA PESSOA.
LIMPEZA ASTRAL.
FLUIDIFICAÇÃO DAS ÁGUAS.
DESENVOLVIMENTO MEDIÚNICO.
PSICOGRAFIAS.

MUITA LUZ

A civilização do futuro


Do final do século XIX aos dias atuais, houve um grande avanço tecnológico. Isso ninguém pode contestar.
O homem venceu os espaços e chegou à lua...
Construiu máquinas capazes de vencer as distâncias entre os continentes, entre as nações.
Descobriu a cura de enfermidades até então tidas como incuráveis. Conseguiu erradicar da face da Terra doenças que dizimavam vidas.
Embora todo o progresso tecnológico conseguido e apesar da possibilidade de comunicação instantânea, o homem não logrou sequer minimizar a saudade, preencher a solidão, acalmar a ansiedade, evitar a dor, a doença e a morte.
Conquanto a humanidade avance a passos largos na conquista de melhores condições de vida, de descobertas científicas, de aperfeiçoamento na produção de alimentos, vestuário, e outras tantas conquistas, não consegue deter a onda de violência que apavora os seres.

segunda-feira, 23 de março de 2015

PROGRAMAÇÕES RUINS PARA A FORMAÇÃO MORAL


HOJE LI A SEGUINTE FRASE NUM ARTIGO QUE FALAVA DA NOVA NOVELA DA REDE GLOBO "BABILÔNIA": "GILBERTO BRAGA JÁ MOSTRA QUE NÃO ESTÁ NEM AÍ PARA OS VALORES DA FAMÍLIA BRASILEIRA". E NO ARTIGO CONTAVA OS ACONTECIMENTOS DO PRIMEIRO CAPÍTULO. QUE LAMENTÁVEL! MUITOS COMENTANDO UM BEIJO GAY E POUCOS COMENTANDO A ATITUDE PROMISCUA HETEROSSEXUAL. QUEM DERA OS BRASILEIROS ESTIVESSEM PREOCUPADOS COM OS VALORES MORAIS. ASSIM NÃO ASSISTIRIAM ESTE TIPO DE PROGRAMAÇÃO. SÓ COM NOSSA UNIÃO PODEREMOS FORÇAR AS EMISSORAS A ELEVAREM O NÍVEL DE SUAS PROGRAMAÇÕES. NÓS AINDA NÃO SABEMOS O PODER QUE TEMOS. PERGUNTO: "VOCÊ ASSISTIRIA ESTE TIPO DE PROGRAMAÇÃO SE JESUS ESTIVESSE AO SEU LADO?" SE VOCÊ É CRISTÃO, COM CERTEZA, NÃO ASSISTIRIA, NÃO É? ENTÃO, UNAMO-NOS, CRISTÃOS! TUDO POR UM MUNDO MELHOR. LEMBREM-SE QUE NOSSOS GOSTOS E ATITUDES MOSTRAM NOSSA EVOLUÇÃO. NÃO SEJAMOS CRISTÃOS SÓ NO RÓTULO RELIGIOSO, MAS PRINCIPALMENTE NAS ATITUDES.
 
Rudymara

VIVA AS DIFERENÇAS


E VIVA AS DIFERENÇAS!......Quem é igual a quem? Somos todos diferentes. Os que são iguais na aparência, os gêmeos, não são iguais no pensamento, nas atitudes, etc. Por que? Porque somos espíritos, criados em datas diferentes, em grau de evolução diferente, com resgates diferentes. Então, por que achar-se mais ou melhor que os outros? Onde está escrito que branco é melhor que negro? Que quem não usa óculos é mais legal do que quem usa? Que heterossexual é menos pecador que homossexual? Quem fez esta diferenciação? Deus? Não. Este sentimento de superioridade não veio Dele. Nossa inferioridade evolutiva é que faz esta separação entre irmãos. Pense! Não façamos diferenciação, façamos a diferença neste mundo. Somos todos diferentes na aparência, na maneira de pensar e agir. Mas numa coisa somos todos iguais: SOMOS FILHOS DE UM MESMO PAI, QUE É DEUS!

ECONOMIZE UMA E ABUSE DA OUTRA


Hoje, 22 de março, é o Dia Mundial da Água. O ser humano precisa se conscientizar que depende dela para sobreviver neste planeta. Por isso, precisa cuidar, preservar e economizar. Mas, há uma água que não precisamos economizar. “É a água viva oferecida por Jesus.” Esta fonte, pura e cristalina de seus ensinamentos, que nos oferece uma perspectiva de vida mais nobre, bela e digna, marcada pelos valores do Bem e da Virtude. Uma sustenta o corpo físico e a outra sustenta o Espírito. Economize uma e abuse da outra.
 
 
Rudymara

sábado, 21 de março de 2015

II – A Paciência. UM ESPÍRITO AMIGO Havre, 1862

            7 – A dor é uma benção que Deus envia aos seus eleitos. Não vos aflijais, portanto, quando sofrerdes, mas, pelo contrário, bendizei a Deus todo poderoso, que vos marcou com a dor neste mundo, para a glória no céu.
           













Sede paciente, pois a paciência é também caridade, e deveis praticar a lei de caridade, ensinada pelo Cristo, enviado de Deus. A caridade que consiste em dar esmolas aos pobres é a mais fácil de todas. Mas há uma bem mais penosa, e conseqüentemente bem mais meritória, que é a de perdoar os que Deus colocou em nosso caminho para serem os instrumentos de nossos sofrimentos e submeterem à prova a nossa paciência.
            A vida é difícil, bem o sei, constituindo-se de mil bagatelas que são como alfinetadas e acabam por nos ferir. Mas é necessário olhar para os deveres que nos são impostos, e para as consolações e compensações que obtemos, pois então veremos que as bênçãos são mais numerosas que as dores. O fardo parece mais leve quando olhamos para o alto, do que quando curvamos a fronte para a terra.
            Coragem, amigos: o Cristo é o vosso modelo. Sofreu mais que qualquer um de vós, e nada tinham de que se acusar, enquanto tendes a expiar o vosso passado e de fortalecer-vos para o futuro. Sede, pois, paciente, sede cristãos: esta palavra resume tudo.

Atendimento fraterno hoje sábado (21/03/2015).

Hoje o nosso atendimento será a partir das 18:00hs.
Passe Magnético e limpeza.

IV – Perda de Pessoas Amadas e Mortes Prematuras

SANSÃO
Antigo membro da Sociedade  Espírita de Paris, 1863


            21
 – Quando a morte vem ceifar em vossas famílias, levando sem consideração os jovens em lugar dos velhos, dizeis freqüentemente: “Deus não é justo, pois sacrifica o que está forte e com o futuro pela frente, para conservar os que já viveram longos anos, carregados de decepções: leva os que são úteis e deixa os que não servem para nada mais; fere um coração de mãe, privando-o da inocente criatura que era toda a sua alegria”.

sexta-feira, 20 de março de 2015

Ramatís, Um Mestre da Síntese Oriente-Ocidente

Ramatis
Ramatís é bastante conhecido nos meios espiritualistas brasileiros e dispensa maiores apresentações. É um dos principais artífices da fusão Oriente-Ocidente, aqui no Brasil. Seus livros contam entre os mais vendidos nas livrarias especializadas, com várias reedições de cada volume, e isso já há várias décadas.
Objetivando dar ao leitor maiores informações a respeito de Ramatís (1), vamos reproduzir as informações precisas de Hercílio Maes, principal médium que recebeu as mensagens deRamatís, na abertura do livro "Mensagem do Astral":
"Ramatís viveu na Indo-China, no século X, e foi instrutor em um dos inumeráveis santuários iniciáticos da Índia. Era de inteligência fulgurante e desencarnou bastante moço. Espírito muito experimentado nas lides reencarnacionistas, já se havia distinguido no século IV, tendo participado do ciclo ariano, nos acontecimentos que inspiraram o famoso poema hindu ‘Ramaiana''.

Mentores Espirituais

Amparadores Espirituais
Nos bastidores de uma atividade de esclarecimento consciencial, há sempre várias consciências espirituais envolvidas, principalmente no contexto de um trabalho universalista com temática projetiva e espiritualista.
E, na "viagem espiritual" de organizar as diversas seções e textos desse site, recebemos muita ajuda extrafísica. Na verdade, bem mais do que sabemos. Então, disponibilizamos nessa seção diversos textos de alguns dos amparadores extrafísicos que dão suporte e orientação espiritual nessa jornada cheia de Luz.

AS CONSEQUÊNCIAS ESPIRITUAIS DA VIOLÊNCIA

1389 - AS CONSEQUÊNCIAS ESPIRITUAIS DA VIOLÊNCIA
(Depoimento Extrafísico de um Espírito Denso)
 
Quando eu era meu, só reinava a confusão dentro de mim.
A minha arrogância era maior do que tudo.
Eu era a violência personificada... E ai de quem me afrontasse!
Quando batia em alguém, eu vomitava o inferno pelas minhas mãos.
Eu tinha prazer em ser violento. Na verdade, o cheiro do sangue me excitava.
Quando eu era meu, a violência me dava mais prazer do que o sexo.
Vivi assim, espalhando o meu autoritarismo...

quinta-feira, 19 de março de 2015

ATENDIMENTO FRATERNO HOJE

HOJE QUINTA A PARTIR DAS 19:15 as 20:30hs ESTAREMOS DE PORTAS ABERTAS ESPERANDO POR VOCÊ.

LIMPEZA ASTRAL.
ATENDIMENTO MÉDICO ESPIRITUAL.
PASSE MAGNÉTICO INDIVIDUAL

MUITA LUZ AOS IRMÃOS EM CRISTO.

O RECADO ESPIRITUAL DO GUARDIÃO

1399 - O RECADO ESPIRITUAL DO GUARDIÃO - II
Quando chegar a minha hora, o Meu Senhor virá me buscar...
Ele virá como uma Luz descendo do céu e tomará sua forma humana à minha frente...  Então, eu tirarei o elmo da minha cabeça e, pela primeira vez em muito tempo, eu permitirei que os raios do sol toquem os meus cabelos.
Eu me ajoelharei aos Seus Pés e Ele me levará para o seu reino celeste...
Contudo, se Ele ordenar para eu descer novamente aos lotes escuros do Umbral**, imediatamente obedecerei, porque ele é o Meu Senhor. E permanecerei nas porteiras umbralinas, trabalhando, até que Ele me diga que a tarefa esta completa.
Se Ele me ordenar a subir, eu subirei...

TOQUES CONSCIENCIAIS SOBRE RELACIONAMENTOS E SINTONIA

1399 - TOQUES CONSCIENCIAIS SOBRE RELACIONAMENTOS E SINTONIA
Você sabe: qualquer ligação afetiva só tem valor real quando é baseada na sintonia entre os corações. É algo de alma para alma. Sem isso, é só corpo e emoção descabida.
Amor maduro sempre tem um preço: o da responsabilidade! E sempre gera evolução, por correspondência de objetivos em comum.
Um encontro de almas na carne pode ser um presente...
Assim sendo, promove equilíbrio e ilumina a jornada espiritual e humana.
No entanto, nem todos estão preparados para algo assim.
A maioria cai por causa dos arroubos emocionais (ou autosabotagem interna).
Bem poucos conseguem ver além dos seus interesses egóicos.

quarta-feira, 18 de março de 2015

vou confiar

O vento sopra forte contra mim
As tempestades querem me atingir
O mundo desmorona o meu redor
às vezes até penso que estou só

Mas paro e logo lembro da vida de Jó
Que mesmo atravessando um momento pior
Passou por tudo isso e não negou a sua fé
Isso me dá forças pra ficar de pé
Como Jó confiou, vou crer

E eu vou descansar, vou confiar
O Meu Deus está comigo
E Ele não me deixará, vou confiar
Pois bem sei em quem tenho crido
E Ele se levantará em Meu Favor

Como Jó Confiou, eu confio em Ti
Pois a Tua Palavra é fiel, não passará
Os meus olhos vão ver o que Tu tens para mim
Eu creio vou permanecer até o fim
Vou confiar!

O Plantio e a Colheita

 O Plantio e a Colheita
Já deixamos há muito a barbárie, no entanto, continuamos com comportamentos belicosos. Por vezes nos parece que tudo irá para os ares. Achamos que é o fim, o período apocalíptico narrado pelo apóstolo João.
A Doutrina Espírita esclarece-nos que a Terra é um planeta de provas e expiações, mas que o nosso orbe está em um processo de transformação, caminhando para um mundo de regeneração. O Documentário “Data Limite Segundo Chico Xavier”, em suma, nos diz que tudo está em nossas mãos e que se formos capazes de evitarmos uma hecatombe, uma Terceira Guerra Mundial, que a Terra será um planeta próspero em todos os aspectos.
Pois bem. Tudo deve partir de nós e sabemos que as transformações não se dão como num passe de mágica. Há muito trabalho a fazer, mas principalmente, há muito trabalho a ser feito em nós mesmos, do interior para o exterior.

REENCARNAÇÃO

Brasileiros! Confiemos…

orson-peter-carrara
A irresponsabilidade política – fruto de nossas imperfeições morais que geram omissão ou indiferença de eleitores e mesmo interesses de ambos os lados, e abusos dos eleitos – trouxeram o país ao quadro preocupante aí presente. Por outro lado a fragilidade de nossas leis e o sistema político, que não buscam o interesse da nação e permitem abusos de toda ordem, geraram o caos escancarado no panorama político que abala a Pátria.

terça-feira, 17 de março de 2015

MUDANÇAS JÁ!

TODO ESTE AGITAR QUE O PAÍS PASSA NO MOMENTO É PARA NOS FORÇAR A AVALIAR MELHOR AS COISAS E ACONTECIMENTOS.....AOS POUCOS APRENDEREMOS O QUE É MELHOR PARA NÓS.....AVALIAREMOS O POLÍTICO PELO SEU VALOR MORAL.....PELO SEU TRABALHO.....POR PENSAREM E AGIREM EM FAVOR DA COLETIVIDADE E NÃO POR FAVORES PARTICULARES QUE NOS BENEFICIARAM.....APRENDEREMOS A REIVINDICAR NOSSO DIREITO MAS EXERCENDO NOSSAS OBRIGAÇÕES.....APRENDEREMOS QUE NOSSO DIREITO ACABA QUANDO COMEÇA O DIREITO DO PRÓXIMO....APRENDEREMOS A SER HONESTOS ANTES DE PEDIR HONESTIDADE....APRENDEREMOS A SER PACÍFICO ANTES DE PEDIR PAZ......ENFIM, TEMOS MUITO QUE APRENDER....MAS ESTAMOS A CAMINHO.....QUE DEUS NOS ILUMINE NESTA CAMINHADA.
Rudymara

QUEM FOI MARIA DE NAZARÉ NA ENCARNAÇÃO PASSADA?













No livro Judite, do velho testamento, capítulo 13, versículo 18 a 23 diz: “Ozéas, príncipe do povo de Israel, disse-lhe: Ó filha, tu és bendita do Senhor.”
Luiz Sérgio perguntou:
- Por que Judite foi chamada bendita?
Resposta:
- Estas palavras também foram endereçadas á Maria, que seria chamada bendita entre todas as gerações como a mãe de Jesus. Judite após a morte do marido tornou-se admirada por sua virtude e castidade. Quando Judite foi chamada bendita, ela assim se tornaria graças ao perdão da reencarnação.
Disse Luiz Sérgio:
- Após esta resposta, compreendi melhor a grandeza da reencarnação. (...) busquei outras passagens do Livro de Judite e me detive no cap. 10, vers. 6 e 7: “(Judite) Ao chegar à porta da cidade, encontrou Ozéias e os anciãos da cidade que a estavam esperando. Eles, ao vê-la, ficaram estupefatos e maravilhados da sua beleza.” E no cap. 8, vers. 7 e 8 dizia: “Era de belíssimo aspecto. Ela era estimadíssima de todos porque tinha temor de Deus e não havia ninguém que dissesse dela uma palavra de desfavor.” Ali mesmo recordei Maria e sua beleza por todos nós conhecida. Judite, para salvar o seu povo, degolou Holofernes. Quantos de nós, ao defrontarmos com as cenas da crucificação de Jesus, não ficamos compadecidos com a dor de Maria. Ninguém mais do que Ela sofreu ao presenciar o Seu único filho sendo torturado inocentemente. Ela expiava a Sua dívida por ter tirado a vida física de um homem.


Trecho do livro CHAMA ETERNA, retirado por Rudymara para o estudo do Grupo de Estudo "Allan Kardec".

De: Luiz Sérgio (espírito)

segunda-feira, 16 de março de 2015

ENTREVISTA COM DIVALDO FRANCO SOBRE A REENCARNAÇÃO DE JOANNA DE ÂNGELIS


JOANNA DE ÂNGELIS VAI REENCARNAR?– Normalmente, quando um Espírito desse quilate acompanha um médium durante uma longa tragetória, inverte-se os papéis. Ele volta a Terra e o médium passa agora a ser um dos seus colaboradores. Como aconteceu com Chico Xavier. Emmanuel reencarnou-se no ano 2000, e posteriormente Chico veio a desencarnar em 2002, o que naturalmente vai agora se inverter os papéis.

ENTÃO VAI ACONTECER O MESMO COM O SENHOR E ELA?
- Vai acontecer o mesmo.

O QUE O ESPIRITISMO PROIBE OU É CONTRA

sexta-feira, 13 de março de 2015

A outra face das dificuldades

O ser humano é o somatório de inúmeras experiências adquiridas em suas várias passagens por este nosso planeta, ao longo dos milênios, em que armazenou em seu psiquismo a bagagem da qual se utiliza diariamente no relacionamento com seu semelhante. Por ser resultado de uma semeadura investida em sua grande maioria na obtenção de bens fugazes, perecíveis, que os ladrões e as traças se incumbem de destruir, vive envolto em inúmeras situações, que muitas das vezes o fazem duvidar até mesmo da bondade do Pai Celestial de todos nós, inconformado com as tribulações, situações adversas e dificuldades que se lhes apresentam, aparentemente, sem motivos. Procura então, um argumento de defesa que justifique perante a opinião dos outros, o seu presente estado de sofrimento, apressando-se em se apresentar como vítima da vida, blasfemando contra a sorte, alegando que nada faz por merecer tal castigo, pois sempre procurou respeitar as Leis instituídas pela sociedade no relacionamento com seu próximo, não entendendo o porquê de tanto sofrimento.

Estados de consciência

Por outro lado, considere os estados de tranquilidade da alma pacificada. Sim, aquela decorrente da paz de consciência que traz alegria e harmonia que influem diretamente nos relacionamentos, na produtividade do trabalho, no bem estar familiar. Pois esses são estados de consciência, que se podem ampliar também para as noções do dever familiar ou profissional e da consciência como cidadão, como cristão. Mas não é esse ângulo que queremos destacar. Objetivo é mesmo destacar esses tormentos próprios da ausência da paz de consciência ou da harmonia decorrente exatamente também, agora presente, da paz de consciência. Fala-se tanto em céu e inferno.

quinta-feira, 12 de março de 2015

Conflito árabe-israelense

O conflito árabe-israelense (português brasileiro) ou conflito israelo-árabe (português europeu) é um longo conflito no Oriente Médio. Ocorre desde o fim do século XIX, tendo se tornado um assunto de importância em nível internacional a partir do colapso do Império Otomano em 1917. Marcos importantes para o desenrolar deste conflito foram a autodeterminação do Estado de Israel e, posteriormente, o relacionamento deste último estado com seus vizinhos árabes, com ênfase para o povo palestino, que devido a não reconhecer o Estado de Israel, acabou não tendo seu próprio Estado estabelecido. O conflito teve como resultado o começo de pelo menos cinco guerras de dimensões maiores e um número significante de conflitos armados de menores dimensões. Foi também fonte de duas Intifadas (levantamentos populares). História As tensões entre judeus e árabes começaram a emergir a partir da década de 1880 do século XIX, quando judeus provenientes da Europa começaram a emigrar, formando e aumentando comunidades judaicas na Palestina, quer por compra de terras aos otomanos, quer por compra direta a árabes proprietários de terrenos. Estabeleceram-se assim comunidades agrícolas nas terras históricas da Judeia e de Israel, que eram então parte do Império Otomano.1 Historicamente, os antigos judeus desde os tempos bíblicos chamaram sua terra de Israel, Canaã, Judeia, Samaria, Galileia e outros nomes há muito tempo. Judeus modernos, e alguns cristãos, acreditam que, de acordo com a Bíblia e a Torá, Deus deu esta terra para os antigos judeus (também conhecido como hebreus ou israelitas), liderada por homens como Abraão, Moisés, David, e outros. Cerca de 2.000 anos atrás, o Império Romano dominou esta área, e, ao suprimir várias rebeliões judaicas, destruiu o templo judaico na cidade de Jerusalém, matou um grande número de judeus, e forçou muitos outros a deixar sua terra natal em um êxodo chamado diáspora. Nesta ocasião, o Império Romano mudou o nome da Terra de Israel para Palestina. Alguns judeus permaneceram na área, mas um grande número de judeus não retornou até os séculos XIX e XX. No século VII, os árabes muçulmanos invadiram a Palestina. Este é o lugar onde o verdadeiro problema começou entre os judeus, que começaram a chamar a si mesmos "os israelenses", de acordo como o antigo nome de sua antiga pátria de Israel, e a população árabe da região que veio a ser conhecido como "palestinos", de acordo com o antigo nome romano e grego da área. Após a diáspora, os muçulmanos de língua árabe, que invadiram a Palestina no século VII, durante a expansão do Islão, tornaram-se o grupo étnico dominante. De acordo com registros do Império Otomano, que governou a Palestina durante vários séculos, no ano de 1900, a população da Palestina era 600.000, dos quais 94% eram árabes. Enquanto muitos árabes estavam dispostos a vender terras aos judeus que chegavam, muitos outros árabes palestinos estavam preocupados sobre como se tornar uma minoria em um país que consideravam seu próprio. Assinado em janeiro de 1919, o Acordo Faiçal-Weizmann promovia a cooperação árabe e judaica para o desenvolvimento de uma Terra de Israel na Palestina e uma nação árabe numa larga parte do Oriente Médio. As principais diferenças entre a proposta de partição de 1947 e 1949 linhas de armistício estão em destaque nas cores vermelha e magenta. Em 1920, a Conferência de San Remo, suportada em grande medida pelo Acordo Sykes-Picot (acordo anglo-francês de 1916), alocava ao Reino Unido a área que presentemente constitui a Jordânia, a área entre o rio Jordão e o mar Mediterrâneo e o Iraque. A França recebeu a Síria e o Líbano. Em 1922, a Liga das Nações estabeleceu formalmente o Mandato Britânico para a Palestina e Transjordânia, indo parcialmente ao encontro dos compromissos assumidos pelo Reino Unido estabelecidos na Correspondência Hussein-McMahon (1915-1916): todas as terras a leste do rio Jordão eram entregues ao Emirado da Jordânia (governado por Abdullah I da Jordânia, mas que estava em parte em dependência do Reino Unido), deixando a parte a oeste da Jordânia como o Mandato Britânico da Palestina. O líder religioso muçulmano Mohammad Amin al-Husayni opôs-se à ideia de transformar parte da região da Palestina num Israel, objetando a qualquer forma de Terra de Israel. Durante a década de 1920 do Século XX, as tensões aumentaram dando lugar a episódios de violência tais como as revoltas de Nebi Musa (1920) e as revoltas de Jaffa (1921). Para satisfazer os árabes e devido à inabilidade britânica para controlar a violência instalada no Mandato, foi criado, em todos os territórios a leste do rio Jordão, o semiautônomo Emirado Árabe da Transjordânia (correspondente a cerca de 80% do território do Mandato). Apesar disso, a violência continuou a aumentar durante as décadas de 30 e 40, resultando em perdas de vidas em ambos os lados. Alguns dos fatos mais marcantes nesse período foram o Massacre de Hebron de 1929, as atividades da organização islâmica Mão Preta, a grande revolta árabe (1936-1939), os ataques realizados pelo grupo terrorista Irgun, os massacres como o de Ein al Zeitun e o atentado do Hotel Rei Davi em 1946.

ATENDIMENTO FRATERNO HOJE QUINTA-FEIRA (11/03/2014).

LIMPEZA ASTRAL ATENDIMENTO COM MEDICO ESPIRITUAL. PASSE INDIVIDUAL. UMA BENÇÃO DE LUZ CUBRA VOÇÊ E SUA FAMILIA E TODOS OS NOSSOS IRMÃOS EM CRISTO QUE PASSAM POR DIFICULDADES NESSE MOMENTO. "DEUS CRISTO E CARIDADE". ANA CATHARINA PESSOA

O ESPÍRITO APÓS A DESENCARNAÇÃO

TODOS NÓS SOMOS ESPÍRITOS. CADA VEZ QUE ENCARNAMOS MUDAMOS A ROUPAGEM FÍSICA, OU SEJA, MUDAMOS O CORPO DE CARNE. PODEMOS NASCER MULHER OU HOMEM, BRANCO, NEGRO OU OUTRA RAÇA, COM OU SEM DEFEITO FÍSICO, ETC., DEPENDE DA NECESSIDADE DE APRENDIZADO DE CADA ESPÍRITO. QUANDO DESENCARNAMOS, OU SEJA, QUANDO NÓS ESPÍRITOS SAÍMOS DO CORPO FÍSICO QUANDO ESTE MORRE, VOLTAMOS A SER O QUE SEMPRE FOMOS...."ESPÍRITO". RETORNAREMOS DE ONDE VIEMOS ANTES DE ENCARNAR E AGUARDAREMOS UMA NOVA OPORTUNIDADE PARA REENCARNAR. E, "ALMA" E "ESPÍRITO" SÃO A MESMA COISA. QUANDO ESTAMOS ENCARNADOS SOMOS CHAMADOS DE "ALMA" E QUANDO ESTAMOS DESENCARNADOS SOMOS CHAMADOS DE "ESPÍRITO". Rudymara

GUERRA

Nós ainda agimos como na encarnação onde éramos selvagens. Por que? Porque saímos recentemente de lá. Nossas atitudes mostram nossa evolução ou a falta dela. A ganância e o egoísmo ainda predominam em nossas ações. Conforme evoluirmos, deixaremos de brigar e matar por coisas banais como: orgulho ferido, ciúmes, interesses materiais como dinheiro, terras, petróleo, etc. Um dia, nós evitaremos conflitos que levarão à guerra e não nos orgulharemos de "ganhar" uma disputa as custas de mortes e penúrias alheias. Rudymara

quarta-feira, 11 de março de 2015

Por que existe a família?

Você já pensou sobre qual é o objetivo da família, na Terra? Afinal de contas, por que existe a família? Se Deus, que é o Criador de todas as coisas, criou a necessidade da vida em família, é porque ela tem uma finalidade importante para o progresso do Espírito. Vamos encontrar a resposta para essa questão, nos ensinamentos do maior Sábio de todos os tempos. Jesus recomendou que devemos amar o próximo como a nós mesmos. Assim, a família é essa escola onde podemos aprender a amar umas poucas pessoas para um dia amar a Humanidade inteira. Deus, que é a Inteligência Suprema, sabe que no estágio evolutivo em que se encontra, o homem é incapaz de amar todos os seres humanos como a si mesmo. Por essa razão Ele distribui as pessoas nessas pequenas escolas chamadas lares, para que aprendam o amor ao próximo mais próximo. É assim que em nossas múltiplas existências vamos aprendendo o amor, nas suas diversas facetas: amor de mãe para filho, de filho para mãe, de irmão para irmão, de avô para neto, de neto para avô, de tio para sobrinho, de sobrinho para tio, de esposo para esposa e assim por diante. E, quando conseguimos amar verdadeiramente um filho, por exemplo, nosso coração se enternece também pelos filhos alheios. Quando desenvolvemos profundo amor por uma avó ou pelos pais, toda vez que uma velhinha ou velhinho cruzar nosso caminho, sentiremos algum carinho, porque nos lembraremos dos nossos queridos velhos. Assim, os laços de afeto vão se formando, aos poucos, para que um dia possam se estender por toda a grande família humana. Considerando-se, ainda, a lei da reencarnação, ou seja, das várias existências no corpo físico, vamos solidificando esses laços de afetividade com um maior número de Espíritos, que nascem sob o mesmo teto que nós. Dessa forma, nossa família espiritual se amplia e os laços de bem-querer se solidificam a cada nova possibilidade de convívio. Podemos constatar essa realidade no amor que nutrimos pelos amigos, que não fazem parte da parentela corporal, mas com os quais temos laços sólidos de afeição. Se o amor ao próximo é lei da vida, teremos, mais cedo ou mais tarde, que aprender esse amor. E nada mais lógico do que começar pelos familiares, que a sabedoria das Leis Divinas reuniu no mesmo lar. Portanto, viver em família é um grande desafio e, ao mesmo tempo, um importante aprendizado, pois o convívio diário nos dá oportunidade de limar as arestas com aqueles que por ventura tenhamos alguma diferença. Nascendo no mesmo reduto familiar é mais fácil superar as desafeições, pois os laços de sangue ainda se constituem num ponto forte a favor da tolerância e da convivência pacíficas. É por essa razão que existe a família: para que aprendamos a nos amar como verdadeiros irmãos, filhos do mesmo Criador. * * * Olhando a Humanidade como uma grande família, todas as barreiras que separam os povos caem por terra, pois num outro país, numa outra raça, numa outra religião, pode estar alguém que já foi nosso parente consanguíneo ou nosso grande amigo numa existência física passada. Assim, se você entender que isso tudo faz sentido, comece a ver as pessoas que cruzam seu caminho com outros olhos. Com olhos de quem entende e atende a recomendação do Cristo: Ame o próximo como a si mesmo. Pense nisso! Redação do Momento Espírita, com base em palestra de Raul Teixeira.