#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Melhorar é progredir

“E a um deu cinco talentos e a outro dois e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade…” – Jesus. (MATEUS, 25:15.)
antonio_carlos_navarro
Ninguém consegue progredir sem a inevitável mudança de atitude, é preciso sair da ilusória zona de conforto, eis a senha misteriosa da evolução. Embora o rio ofereça seus recursos divinos em todos os continentes do mundo, cada qual só conseguirá recolher a quantidade de água, segundo o recipiente de que se faz portador.
“Há grande massa de crentes de todos os matizes, nas mais diversas linhas da fé, todavia, reinam entre eles a perturbação e a dúvida, porque vivem mergulhados nas interpretações puramente verbalistas da revelação celeste, em gozos fantasistas, em mentiras da hora carnal ou imantados à casca da vida a que se prendem desavisados. Para eles, a alegria é o interesse imediatista satisfeito e a paz e a sensação passageira de bem-estar do corpo de carne, sem dor alguma, a fim de que possam comer e beber sem impedimento.

Cai, contudo, em ti mesmo, sob a bênção de Jesus e, transferindo-te, então, da inércia para o trabalho incessante pela tua redenção, observarás, surpreendido, como a vida é diferente.” (1)
Assim, cabe a cada um de nós não desperdiçar as possibilidades que nos são ofertadas para multiplicar os talentos com os quais Deus nos capacitou para as nobres conquistas do Espírito, pois, eles foram distribuídos em quantidades iguais para todos, significando isto, que compete a cada um de nós outros a solução do problema alusivo à capacidade de fazê-los frutificar.
Não procede a atitude de lamentação constante, com que muitos de nós fazemos uso para justificar as nossas desditas como se estivéssemos entregues à própria sorte. Precisamos entender que uma hora desperdiçada na queixa é vasto patrimônio perdido no preparo de habilitação para a meta a alcançar.
“Esquecemo-nos habitualmente de que pequena invigilância é suscetível de inclinar-nos aos desastres da alma, tanto quanto um abuso no trânsito pode custar muitas vidas e recusamos os contratempos educativos com que a vida nos abençoa, imunizando-nos contra males maiores, descendo ao delírio e à irritação que bastas vezes precedem a obsessão ou a delinquência.
Quando te vejas, assim, sob o impacto de aborrecimentos claramente remediáveis pelas tuas atitudes de serenidade e de paciência, deixa que as asas de tua própria imaginação te conduzam aos milhares de hospitais, consultórios médicos, clínicas de tratamento, ambulatórios diversos e aposentos de enfermos, a fim de ver e escutar, em espírito, tantos irmãos nossos que jazem comprometidos em desequilíbrios orgânicos muitas vezes irreversíveis”. (2)
Quantidade enorme de criaturas anseia por tarefas na senda da caridade e do amor, mantendo-se na aversão e na discórdia diante das atitudes e do entendimento de cada um de seus irmãos; enquanto que muitos outros sonham servir à luz, sustentando-se nas trevas da ociosidade e na inconveniência da ignorância.
A felicidade que envolve o coração daqueles que servem, está à disposição de quantos se disponham à jornada da ascensão, decididos verdadeiramente pelo aprimoramento e progresso no trabalho que renova, no estudo que esclarece e aperfeiçoa, no perdão que ilumina e santifica, no sacrifício que enobrece e dignifica e na bondade que diviniza…
Somos sabedores que sendo Deus nosso Pai amoroso e justo, concede-nos tudo aquilo de que necessitamos para comungar-Lhe a glória divina, entretanto, não podemos esquecer que as dádivas do Criador se estabelecem, nos seres da Criação, conforme a capacidade e o merecimento de cada um.
Francisco Rebouças
Bibliografia:1- Xavier, Francisco Cândido. Pelo Espírito Emmanuel – FEB. 36ª edição. Fonte Viva Cap. 88 Caindo em si.
2- Xavier, Francisco Cândido. Pelo Espírito Emmanuel – Editora – GEEM. Livro Urgência cap. Ante as provas necessárias.
Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em
<http://solodemaria.com.br/vontade-de-progredir/>.
Acesso em: 26JAN2016.

0 comentários:

Postar um comentário