#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

sexta-feira, 20 de maio de 2016

A IMPORTÂNCIA DO CULTO DO EVANGELHO NO LAR


Chico Xavier orientou um casal de amigos para criar o bom hábito do culto do evangelho no lar. Eles foram informados que se fizessem essa prática com muita fé, quando completasse seis anos, Jesus iria enviar um presente para eles. Eles eram um casal rico, viviam bem e possuíam um lindo e valioso diamante que vinha atravessando gerações. Quando se completou o sexto ano da prática do culto do evangelho, o casal estava ansioso para saber qual era o presente de Jesus anunciado por Chico Xavier. Depois de terminar o último culto daquela contagem, eles ficaram esperando até meia noite, mas nada aconteceu. No dia seguinte acordaram e viram que um ladrão entrou na casa e levou pertences caros e valiosos e entre eles o valioso diamante. Eles procuraram Chico Xavier reclamando a perda da jóia, e a resposta de Chico foi breve e esclarecedora.
- Mas o presente foi exatamente esse. O valor daquele diamante era incalculável e houve tantos crimes, tantos suicídios por causa dele que vocês estavam com quase uma centena de obsessores dentro de casa. Muitos foram doutrinados e esclarecidos com o culto. Mas, vinte e oito estavam irredutíveis. O único jeito para retirá-los dela foi fazer com que o diamante fosse embora e eles foram atrás da jóia.

Rubens Germinhasi


JESUS  CONTIGO


Dedica uma das sete noites da semana ao Culto Evangélico no Lar, a fim de que Jesus possa pernoitar em tua casa.
Prepara a mesa, coloca água pura, abre o Evangelho, distende a mensagem da fé, enlaça a família e ora. Jesus virá em visita.
Quando o Lar se converte em santuário, o crime se recolhe ao museu. Quando a família ora, Jesus se demora em casa. Quando os corações se unem nos liames da Fé, o equilíbrio oferta bênçãos de consolo e a saúde derrama vinho de paz para todos.
Jesus no Lar é vida para o Lar.
Não aguardes que o mundo te leve a certeza do bem invariável. Distende, da tua casa cristã, a luz do Evangelho para o mundo atormentado.
Quando uma família ora em casa, reunida nas blandícias do Evangelho, toda a rua recebe o benefício da comunhão com o Alto.
Se alguém, num edifício de apartamentos, alça aos Céus a prece da comunhão em família, todo o edifício se beneficia, qual lâmpada ignorada, acesa na ventania.
Não te afastes da linha direcional do Evangelho entre os teus familiares. Continua orando fiel, estudando com os teus filhos e com aqueles a quem amas as diretrizes do Mestre e, quanto possível, debate os problemas que te afligem à luz clara da mensagem da Boa Nova e examina as dificuldades que te perturbam ante a inspiração consoladora do Cristo. Não demandes à rua, nessa noite, senão para os inevitáveis deveres que não possas adiar. Demora-te no Lar para que o Divino Hóspede aí também se possa demorar.
E quando as luzes se apagarem à hora do repouso, ora mais uma vez, comungando com Ele, como Ele procura fazer, a fim de que, ligado a ti, possas, em casa, uma vez por semana em sete noites, ter Jesus contigo.

 
Joanna de Ângelis – do livro: Messe de Amor

0 comentários:

Postar um comentário