#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Santo Agostinho Biografia de Santo Agostinho, pensamentos, filosofia, frases, obras



Santo Agostinho: filósofo, bispo e teólogo cristão
Santo Agostinho: filósofo, bispo e teólogo cristão

Introdução (quem foi)

Aurélio Agostinho, o Santo Agostinho de Hipona foi um importante bispo cristão e teólogo. Nasceu na região norte da África em 354 e morreu em 430. Era filho de mãe que seguia o cristianismo, porém seu pai era pagão. Logo, em sua formação, teve importante influência do maniqueísmo (sistema religioso que une elementos cristãos e pagãos).

Biografia resumida

Santo Agostinho ensinou retórica nas cidades italianas de Roma e Milão. Nesta última cidade teve contato com o neoplatonismo cristão. 

Viveu num monastério por um tempo. Em 395, passou a ser bispo, atuando em Hipona (cidade do norte do continente africano). Escreveu diversos sermões importantes. Em “A Cidade de Deus”, Santo Agostinho combate às heresias e a paganismo. Na obra “Confissões” fez uma descrição de sua vida antes da conversão ao cristianismo.

Santo Agostinho analisava a vida levando em consideração a psicologia e o conhecimento da natureza. Porém, o conhecimento e as idéias eram de origem divina. 

Para o bispo, nada era mais importante do que a fé em Jesus e em Deus. A Bíblia, por exemplo, deveria ser analisada, levando-se em conta os conhecimentos naturais de cada época. Defendia também a predestinação, conceito teológico que afirma que a vida de todas as pessoas é traçada anteriormente por Deus. 

As obras de Santo Agostinho influenciaram muito o pensamento teológico da Igreja Católica na Idade Média.

Morreu em 28 de agosto (dia suposto) de 420, durante um ataque dos vândalos (povo bárbaro germânico) ao norte da África.

Santo Agostinho é considerado o santo protetor dos teólogos, impressores e cervejeiros. Seu dia é 28 de agosto, dia de sua suposta morte.

Algumas obras de Santo Agostinho:

- Da Doutrina Cristã (397-426)
- Confissões (397-398)
- A Cidade de Deus (413-426)
- Da Trindade (400-416)
- Retratações 
- De Magistro 
- Conhecendo a si mesmo

Frases e Pensamentos de Santo Agostinho:

- "Se dois amigos pedirem para você julgar uma disputa, não aceite, pois você irá perder um amigo. Porém, se dois estranhos pedirem a mesma coisa, aceite, pois você irá ganhar um amigo." 
- "Milagres não são contrários à natureza, mas apenas contrários ao que entendemos sobre a natureza." 
- "Certamente estamos na mesma categoria das bestas; toda ação da vida animal diz respeito a buscar o prazer e evitar a dor." 
- "Se você acredita no que lhe agrada nos evangelhos e rejeita o que não gosta, não é nos evangelhos que você crê, mas em você." 
- "Ter fé é acreditar nas coisas que você não vê; a recompensa por essa fé é ver aquilo em que você acredita." 
- "A pessoa que tem caridade no coração tem sempre qualquer coisa para dar." 
- "A confissão das más ações é o passo inicial para a prática de boas ações." 
- "A verdadeira medida do amor é não ter medida." 
- "Orgulho não é grandeza, mas inchaço. E o que está inchado parece grande, mas não é sadio." 

Atendimento fraterno hoje terca-feira

Resultado de imagem para atendimento fraterno
TERÇA: DAS 19:15 as 20:30hs -
Abertura: Presidente Antonio Rodrigues Ribeiro.
Leitura de Graça Brito - Livro de Jacob Melo/ O Passe
Palestra de 15 min. de Ana Catharina Pessoa - Do livro O Evangelho Segundo Espiritismo - aplicado nos dias de hoje .
Limpeza Astral.
Fluidificação das Águas.
Tratamentos e cirurgias espiritual.
Desenvolvimento Mediúnico e Psicografia.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Carta psicografada de Andre, jovem desencarnado na Boate Kiss!


Mãe querida, em primeiro lugar, peço-te, que te acalmes, 
acalmes estes pensamentos, acredites nestas linhas. 
Sou eu o André, o teu André. 
Não penses que sofri ou estou sofrendo, e muito menos 
descansando eternamente. 
Mãe, ainda não sei como cheguei por estas paragens, mas 
me lembro da fumaça, da correria, do cheiro de queimado, 
foi daí que tropecei e cai esborachado aqui... Embora 
ainda sujo, os olhos ardendo, percebi os meus amigos ali 
juntos e todos eles bem assustados como eu, mas que de 
alguma forma, estávamos inteiros.Precisando de cuidados 
médicos, mas vivos. Daí começaram a nos explicar
cuidadosamente o ocorrido, enquanto éramos tratados. 
Estavam comigo e ainda estão, o Pardal, A Neca, o Silvio, 
o Pedro, a Carol, Suzie, Roger, Pablito e outros que não 
consigo dizer os nomes. Por enquanto estamos bem 
ajeitados e nos adaptando a esta nova condição de meio 
mortos , hahahaha... 
A vida continua rotineira e tranquila dentro das 
possibilidades, todos os dias, vamos ás alas hospitalares 
e damos boas vindas aos demais vitimados naquele 
incidente horrivel. Passou para nós, ficou para trás,
apenas nos lembramos, nada mais 
Qualquer dia destes ,aceitarei a oferta de ir novamente a 
uma festa. Soube que são muito animadas por aqui, mas 
ainda é cedo para encarar... 
Por aqui, é tudo bem parecido com a vida de antes, estou 
louco para voltar aos estudos, mas ainda não tenho 
acesso ás matérias, e ainda não sei no que trabalharei, mas já 
soube que serei remunerado. Corre solto que aqui também 
podemos paquerar! Há tanta coisa boa a me esperar, que 
mal me seguro para começar logo, mas vejo que terei que 
ir na massa! 
Pegar solto. 
Suas orações, mãe chegam direto no meu coração
Sinto saudades, também , sabias? 
Sinto falta de todos, até do cheiro do capim molhado 
Mas não há como voltar, então o melhor é se apresentar a 
esta nova vida, e ir em frente 
E estas benditas lágrimas nas tuas faces, que enxugo 
neste momento com sonoros beijos e um sorriso maroto. 
Mande abraços de saudades aos meus amigos e 
amigas.Diga a eles, coragem. A vida não morre! Nem por 
fogo ou água. A vida é viva. Quem me conhece, sabe que 
não sou de dobrar diante de nada, e esta tal morte,
também não me dobrou. Continuo o mesmo guru. 
Amo todos, e quando me for permitido, de novo aqui 
estarei neste noticiário diferente, mas muito legal. 
Beijo familia... beijo mamãe. 
André 
* jovem desencarnado na Boate Kiss. 

(Psicografia / Angela M. Henriques - 02/10/2013)
Fonte: Compreender e Evoluir

Atendimento fraterno terca-feira

TERÇA: DAS 19:15 as 20:30hs -
Abertura: Presidente Antonio Rodrigues Ribeiro.
Leitura de Graça Brito - Livro de Jacob Melo/ O Passe
Palestra de 15 min. de Ana Catharina Pessoa - Do livro O Evangelho Segundo Espiritismo - aplicado nos dias de hoje .
Limpeza Astral.
Fluidificação das Águas.
Tratamentos e cirurgias espiritual.
Desenvolvimento Mediúnico e Psicografia.

A inveja

A inveja
A inveja é a arma dos fracos. Matriz de inúmeros males, mentora de muitas desordens, alicerce de incontáveis desventuras. Discreta, incomodamente, tem sido deixada à margem pelos expositores das verdades evangélicas em todas as crenças. Sutil como é, passa despercebida, embora maliciosa, comparável a vapor deletério que intoxica todo aquele que lhe padece a presença, espalhando miasma em derredor.
Hábil, consegue travestir-se de ciúme exacerbado, quando não o faz como arrogância vingadora ou aparenta na condição de humildade, sempre perniciosa, ou se disfarça como orgulho prepotente.
A inveja, além dos males psíquicos que produz, em razão dos pensamentos negativos que dirige contra outrem, proporciona, simultaneamente, graves prejuízos morais àquele que dela se empesta.
A inveja é capaz de caluniar, investindo contra uma vida com uma frase dúbia, na qual consegue infamar o mais puro caráter. Soez, transmuda palavras e infiltra doestos perniciosos; vê o que lhe apraz e realize conforme lhe parece lucrar.
Consequentemente, o invejoso é um peso infeliz na comunidade humana, porque débil moral; adapta-se, amolda-se, é venenoso na bajulação e terrível na agressividade…
A arma do invejoso é o ódio desenfreado, mortífero. Na impossibilidade de valorizar o trabalho que alguém faz, procura inspirar em muitos o despeito e a mágoa, a raiva e a imponderação, e palavra ácida e a acusação mordaz, a fim de realizar-me e afligir.
As lições de convivência, todavia, muito ensinam. Desprendimentos de uns, simplicidade de outros, confiança de muitos e não obstante a deficiência que há em cada um, sempre menor do que as minhas imensas mazelas da inveja, é preciso aprender a respeitar, porquanto o invejoso não considera ninguém, padecendo despeito de todos, a todos apedrejando, maldizendo…
O exercício é para querer estimar, conseguir amizade e plantar no coração o que muitos chamam amor, mas que ao ególatra constitui um fardo pesado, tenebroso, difícil de carregar.
Sim, o espírito invejoso odeia e persegue, porque tendo ciúme da felicidade alheia, corrói-se pela inveja da felicidade dos demais.
Os que apresentam recalques entre os homens, os que cultivam complexos de inferioridade, no fundo são Espíritos invejosos, malévolos, insidiosos, infelizes, pois somente quem é desventurado se compraz na desventura alheia…
Por isso o exercício é treinar a largueza da generosidade, a difusão da gentileza, a ampliação dos horizontes imensos da caridade, porque as mãos que esparzem rosas sempre ficam impregnadas de perfume. Como é ditoso oferecer-se rosas, muito melhor seria tirar-lhes, também, os espinhos, como os cardos do caminho por onde transitam incautos pés.
Orson Peter Carrara
After almost nine years of the being the only dog in the house, and one which I photograph daily (she is my muse and supermodel), Scout peers out the window as I photograph the new puppy Kal.
Nota do autor:
Adaptado do texto A INVEJA, constante do livro Depoimentos Vivos, de Divaldo Pereira Franco, Ed. LEAL, com transcrições parciais.
Nota do Editor:
Imagem em destaque disponível em
<http://voices.nationalgeographic.com/files/2014/07/dog-jealousy-ww-01.jpg>.
Acesso em 28AGO2016.

O bem é o caminho!

O bem é o caminho!
“Disse-lhe Jesus: Se eu quero que ele fique até que eu venha, que te importa a ti? Segue-me tu”. (1)
Em nosso próprio benefício, é muito importante que nas atividades diárias e nas relações de convivência com nossos irmãos de caminhada evolutiva utilizemo-nos de tudo que já aprendemos com a Doutrina Espírita e preocupemo-nos, primeiramente, em fazer, de forma bem-feita, as atividades e atribuições confiadas pela Espiritualidade Superior a cada indivíduo.
Urge atentemos para o fato de que seriam muito melhores os resultados finais das diversas tarefas realizadas por cada um de nós, se dedicássemos toda atenção, devotamento e boa vontade para executar da forma mais perfeita possível a parte que nos está confiada na obra de amor e caridade, seguindo com fidelidade a Lei Divina que estabelece a todos“Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”.
Precisamos agir de forma diferente da que normalmente agimos quando a vida nos propõe alguma experiência em forma de dificuldade na relação interpessoal, entendendo, antes de tudo, que estamos devidamente credenciados e cuidadosamente preparados pelos responsáveis amigos do Plano Maior, quando da preparação para a nossa volta à vida física, assegurando-nos que, sem dúvida alguma, temos todas as ferramentas necessárias para o perfeito desempenho de tal tarefa que nos propusemos realizar.
“Não vale rogar as concessões do Céu, alongando mãos vazias, com palavras brilhantes e comoventes, mas sim pedir a proteção de que carecemos, apresentando, em nosso favor, as possibilidades ainda que diminutas de nosso esforço próprio. 
Não adianta solicitar as bênçãos do pão imobilizando os braços no gelo da preguiça, como é de todo Impróprio rogar aos talentos do amor, calcinando o coração no fogo do ódio. 
Decerto, o Senhor operara maravilhas, no amparo a todos aqueles que te partilham a marcha… 
Dispensará socorro aos que amas, transformará o quadro social em que te situas e exaltará o templo doméstico em que respiras… 
Contudo, para isso, e necessário lhe ofereças os recursos que já conseguiste amontoar em ti mesmo para a extensão do progresso e para a vitória do bem. 
Não te esqueças, pois, de que no auxilio aos outros não prescindirá o Senhor do auxilio, pequenino embora, que deve encontrar em ti.” (2)
Se por algum motivo não conseguimos os resultados que esperávamos alcançar, não podemos simplesmente jogar a culpa na vida ou nos outros, sem verificar antes a nossa própria responsabilidade diante dos acontecimentos que nos infelicitaram, e refletir com atenção e sinceridade no porquê dos resultados negativos, para então trabalhar com mais dedicação e responsabilidade a fim de refazer o que não realizamos com o devido esmero. Pois, muitas das vezes, não alcançamos os resultados almejados simplesmente pela desatenção ou negligência com os deveres e compromissos assumidos.
Poucos são os que realmente se comportam de forma elevada na execução de suas atribuições, em todas as áreas de sua atuação, na família, no trabalho ou na sociedade. Embora saibamos que ninguém é perfeito, e que qualquer um de nós pode cometer erros e, por isso mesmo, não temos o direito de julgar o semelhante, pois sabemos também que precisamos, urgentemente, empregar todos os esforços possíveis no combate à influência do egoísmo e do orgulho que campeiam em nosso mundo íntimo na atualidade de nossas condições de moralidade.
Urgente se faz combater as nossas tendências negativas, buscando enxergar os nossos defeitos e corrigi-los, para que não entremos na tentação de achar que os modestos pontos de vista que defendemos alicerçados no nosso orgulho camuflado continue a tisnar a nossa visão, fazendo-nos escravos das ideias preconceituosas que carregamos de tempos imemoriais, das quais precisamos nos livrar o quanto antes.
Dessa forma, entendamos o quanto é importante cumprir com nossas obrigações e mudar nossa atitude de fiscais do serviço dos outros para nos dedicarmos, com alegria e discernimento, no trabalho de transformação do homem velho que habita em nós há tantos séculos e deixar crescer em nosso interior o homem novo que jaz esquecido no imo do nosso ser, engajando-nos, desde já, no bom combate a serviço do bem que está a espera, simplesmente, de que nos decidamos por assumir e cumprir com os nossos deveres de modo a atender da melhor maneira possível a condição de co-criadores que somos.
Francisco Rebouças
Referências bibliográficas:
(1) Evangelho de JOÃO, capítulo 21, versículo 22.
(2) Xavier, Francisco Cândido, Livro: Palavras de Vida Eterna, pelo Espírito Emmanuel. CEC, 24ª edição, Cap. 9.
Nota do Editor:
Imagem em destaque <http://plenitudeteen.blogspot.com.br/2011/01/licao-2-1-trimestre-de-2011-ebb.html>. Acesso em 25AGO2016.

Renascimento do Franciscanismo

Renascimento do FranciscanismoQuando a Idade Média afogava-se na ignorância e o mundo em sombras dependia totalmente dos impositivos da fé religiosa, governava a Igreja o papa Inocêncio III. Considerado o homem mais poderoso do mundo, nomeava imperadores e reis, despojava-os do trono, condenava à morte e ao exílio as criaturas ou as libertava, promovia guerras e estabelecia paz, vivendo sob a pompa quase ultrajante ao Evangelho, na sede do seu império. O mundo era um oceano de superstições e de medos. Os séculos XII e XIII estertoravam, enquanto os aquinhoados pelo poder de qualquer natureza desfrutavam do prazer e da insensatez. Foi nesse momento que surgiu a figura apostolar de Francesco Bernardone, que se tornaria o grande Trovador de Deus.
Após encontrar Jesus, despiu-se de tudo que era exterior, superou o ego e, apaixonado pelo Carpinteiro galileu, mudou a história da humanidade. A partir dele a ecologia nasceu, a literatura adquiriu brilho e o amor resplandeceu como jamais dantes em incontáveis corações. Seus poemas e cânticos deram início à futura Renascença e o seu vulto derramou luz mirífica sobre a sociedade do seu e de todos os tempos futuros. Em Quito, a bela capital do Equador, onde estive há apenas dois dias, visitei a igreja e o museu que lhe guardam a memória da existência e o monastério que lhe evoca os passos, em incomparável trabalho em talha de madeira pintada com ouro pela notável Escola quitenha.
Revivi os inolvidáveis dias da jornada franciscana que contribuiu significativamente para a vivência do Evangelho de Jesus. Renúncia, solidariedade, compreensão e amor espraiaram-se pela Terra desde então, e mesmo aqueles que se dizem ateus, agnósticos ou materialista amam Francisco, tocados por significativa ternura. Na atualidade científica e tecnológica, rica de sofrimentos e de desencantos, graças ao Papa Francisco, que é jesuíta vivendo a conduta franciscana, ocorre o renascimento do Pobrezinho de Deus, convidando-nos à reflexão e à solidariedade.
Divaldo Franco
Publicado no jornal A Tarde, coluna Opinião, em 28/07/2016
Divaldo Franco escreve no jornal A Tarde – Coluna Opinião – às quintas-feiras (quinzenalmente).
Se desejar enviar seus comentários ao jornal, eis os contatos:
Central Telefônica do jornal A Tarde: (71) 3340–8500 / Redação: (71) 3340–8800 – E-mail: opiniao@grupoatarde.com.br

sábado, 27 de agosto de 2016

✍ PSICOGRAFIA DA NOITE ✍



O que o sublime dos dias nos ensina é isso, não mais do que isso: viva a vida com a leveza de um domingo, sem que de fato seja um.

Perceba que energeticamente o domingo nos traz saborosas bênçãos, principalmente pela nossa calma interior.

E é dessa forma que precisamos permanecer: nessa vibração do bem, sem que as atribulações nos tire a paz interior.

Assim quer Deus que você via, a fim de aprender melhor diante dos desafios que se avizinha.

Quantas vezes, nervosos que só, deixamos de aprender lições valiosas pela falta de sintonia no bem?

Estejas convicto que a paz dominical em seu coração irá lhe trazer excelente frutos.

Para isso, tenha a oração diária como disciplina salutar para alcançar esse estado mental, emocional e espiritual.

Que assim seja.

__Equipe espiritual Chico de Minas Xavier__

Médium: Daniel Polcaro

✍ PSICOGRAFIA DA NOITE ✍


Amados irmãos,

Quando vos imaginar as trevas, lembre-se das mazelas do mundo, que cabe apenas a nós melhorar.


Não tema o que se chama de umbral e inferno. Inferno não é um lugar, é a sua condição mental.

Estamos e atraímos o que exatamente somos, por isso estais diariamente em sintonia com a sua melhor parte, fazendo florescer todo aquele bem que tens.

Jamais acredite que deixar para amanhã, a fim de conseguir uma ‘passagem’ para o céu, vai te salvar. O bem é uma construção contínua dos nossos mais singelos atos. Por isso, comece desde já.

Saibas que ninguém pode trocar atitudes no bem por lugares ao lado de Deus.

O bem eterno, no plano espiritual, exige toda a reforma íntima, uma transformação integral.

Reflitam.

Que assim seja.

__Equipe espiritual Chico de Minas Xavier__

Médium: Daniel Polcaro


>>> DOADORES DE PAZ


"Não penseis que vim trazer paz à Terra;
não vim trazer a paz, mas, a espada". - Jesus. (Mateus, 10:34.)

Os obreiros da paz são sempre esteios benditos, na formação da felicidade humana.
Os que falam na concórdia...
Os que escrevem, concitando a serenidade...
Os que pregam a necessidade de entendimento...
Os que exortam à harmonia...
Os que trabalham pelo equilíbrio...
Os verdadeiros pacificadores, no entanto, compreendem que a paz se levanta por dentro da luta e, por isso mesmo, não ignoram que ela é construída - laboriosamente construída - por aqueles que se dedicam à edificação do Reino do Amor, entre as criaturas, tais quais sejam:
os que carregam os fardos dos companheiros, diminuindo-lhes as preocupações;
os que agüentam, sozinhos, pesados sacrifícios para que os entes queridos não se curvem, sob o pêso da angústia;
os que procuram esquecer-se para que outros se façam favorecidos ou destacados;
os que abraçam responsabilidades e compromissos de que já se sentem dispensados, para que haja mais amplas facilidades no caminho dos semelhantes.
Em certa ocasião, disse-nos Jesus: - Eu não vim trazer paz à Terra e sim a divisão; entretanto, em outro lance dos seus ensinamentos, afirmou-nos, convincente: - A minha paz vos dou, mas não vo-la dou como o mundo a dá.
O Divino Mestre deu-nos claramente a perceber que, para sermos construtores da paz, é preciso saber doar-lhe o bálsamo vivificante, em favor dos outros, conservando, bastas vezes, o fogo da luta pelo próprio burilamento, no fechado recinto do coração.

*****
Pelo Espírito EMMANUEL
Psicografia Francisco Cândido Xavier
Livro: "Mais Perto" - Edição GEEM

SE VOCÊ TRAZ CONSIGO ALGUM PROBLEMA -

Resultado de imagem para problemas e soluções
 "Peça a Deus coragem para suportá-lo, evitando queixas e lutas que fariam de você um problema difícil para os outros e, trabalhando e servindo em silêncio, com paciência e bondade, você observará que Deus transformará os outros em canais de socorro expontâneo a seu favor, pelos quais, sem alarme e sem perda de tempo, encontrará você a necessária e a melhor solução". (André Luiz-Emmanoel - Chico Xavier)

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

PARA ORAR, NÃO PRECISAMOS DE UM LUGAR ESPECIAL!


A prece não depende de palavras, nem de lugar, nem de um momento especial. Podemos orar em qualquer lugar, a qualquer momento; em casa, na rua, no ônibus, no metrô, no trabalho, pois quando fazemos nosso trabalho com amor, também estamos em prece.

Os Espíritos nos aconselham a orar à noite, antes de adormecer e ao acordar, agradecendo por mais um dia de Vida na Terra.

Podemos orar a sós, em qualquer lugar e a qualquer hora ou com outras pessoas.

A oração em conjunto tem ação mais poderosa, quando todos os que oram se associam de coração a um mesmo pensamento e com o mesmo objetivo, orando como verdadeiros irmãos.

Por isso Jesus disse:
Em qualquer lugar em que se encontrem duas ou três pessoas reunidas em meu nome, eu estarei no meio delas. Mateus, 18:20 

EGOÍSMO E ORGULHO


"Não podem os homens ser felizes, se não viverem em paz, isto é, se não os animar um sentimento de benevolência, de indulgência e de condescendência recíprocas. A caridade e a fraternidade resumem todas as condições e todos os deveres sociais; uma e outra, porém, pressupõem a abnegação. Ora, a abnegação é incompatível com o egoísmo e o orgulho; logo, com esses vícios, não é possível a verdadeira fraternidade, nem, por conseguinte, igualdade, nem liberdade, dado que o egoísta e o orgulhoso querem tudo para si...." 

Allan Kardec

NÃO EXISTE DIA ANTES QUE A NOITE TERMINE


No planeta Terra não podemos viver sem evoluir e, para isto, é necessário que passemos por diversas experiências, a fim de nos burilar-nos, combatendo os defeitos adquiridos, exercitanto e adquirindo virtudes.
A humanidade possui um grande bem que é o livre arbítrio porém, muitas vezes, o utilizamos da forma errada, atraindo para nossas vidas dor e sofrimento.
O exemplo de humildade, bondade e justiça que Jesus nos ensinou ajuda muito.
Não há mal que resista a força do BEM e do AMOR.
Infelizmente, ao longo de nossas sucessivas encarnações, acabamos nos iludindo e seguindo atalhos de sofrimentos.
Quando “acordamos” e buscamos caminhos melhores, nossa vida progride.
Que possamos não lamentar o que nos ocorre, confiando sempre no Pai, que nos dá tudo aquilo que necessitamos para sermos felizes.
A infelicidade é um produto das nossas escolhas erradas.
Vamos seguir adiante, no bem, no exemplo do Mestre Jesus, sem olhar para trás, perdoando-se e perdoando, libertando-se da amargura, trabalhando, servindo, alegres pela oportunidade de viver, evoluir…amar.
Utilizemo-nos do grande recurso que temos para nosso fortalecimento e esclarecimento: A PRECE.

Gotas de Paz

PEQUENOS GESTOS


Se você está cansado, estressado, preocupado, ansioso…PARE, respire fundo e pense bem:
– Será que vale a pena?
– Será que não estou me desgastando demais, sem necessidade?
Se aprendermos a usar bem a nossa FÉ, veremos que basta fazermos a nossa parte e entregar todo o resto a DEUS.
Não devemos jamais nos acomodar mas, não podemos nos desgastar com problemas que parecem não ter solução.
O que não tem solução, solucionado está, mas tudo sempre tem solução, sempre uma porta se abre.
Se conseguirmos nos acalmar e relaxar um pouco poderemos encontrar soluções que, estando nervosos, não enxergaríamos.
Olhe bem para dentro de você…tudo o que precisa está aí: AMOR a Deus, a você e ao próximo.
Não há quem não precise de comida, água e afeto, portanto não se esqueça daquela receitinha infalível:
“Faça ao próximo o que você gostaria que fosse feito a você”.

Gotas de Paz

PROMOVENDO O AMOR E A PAZ


O Brasil, nascido sob o símbolo da cruz, sempre foi tido como uma pátria de amor, de solidariedade e de paz, conforme planejou Jesus.
Uma grande casa, que nunca se recusou a receber os irmãos, vindos de todas as regiões do mundo, acolhendo-os com fraternidade. O brasileiro traz em si um tempero especial, que são as marcas da miscigenação de raças totalmente diferentes, onde colaboraram o índio, o negro, o branco. Desde as primeiras orações aqui proferidas, quando do seu descobrimento, o Evangelho de Jesus repercutiu no coração dos brasileiros, que demonstram suas vinculações religiosas. Nem por isso deixamos de passar por momentos difíceis, nessa caminhada de desafios constantes.
Atualmente, nos encontramos envolvidos por uma onda de pessimismo, mais ou menos geral, frente aos embates que o país atravessa. Há urgente necessidade de que a fé, a esperança e o otimismo renasçam nos corações. A onda de pessimismo é tão grande que, mesmo aqueles que estão bem intencionados, veem-se tolhidos em seus propósitos, sufocados nos seus anseios. É preciso modificar esse clima espiritual. É imperioso que o sopro renovador de confiança, de fé nos altos destinos de nossa nação varra para longe os miasmas do desalento e do desânimo. É necessário abrir clareiras e espaços para que brilhe a luz da esperança. Para isso, necessitamos do suporte da fé para seguirmos firmes na caminhada, não permitindo nos desequilibrarmos frente ao desafio;
Termos confiança nos altos destinos de nossa nação; auxiliarmos com pensamentos positivos e otimistas.
Será através da esperança e da fé que conseguiremos juntar as forças de nosso povo sofrido e cansado, para superar esta fase. O desânimo e seus companheiros, o desalento, a descrença, a incerteza, o pessimismo andam juntos, enfraquecendo o indivíduo, os grupos, a própria comunidade.
São como o cupim a corroer, no silêncio, as estruturas. Não permitamos que esses sentimentos negativos nos invadam o ser. Sabemos que não estamos abandonados pela bondade celestial, apenas passamos por provas necessárias a enrijecer nossas fibras morais.Todos podemos contribuir com pensamentos de amor e de paz, de união e de esperança, formando barreiras de luz para estancar esse vírus de negativismo. São essas forças que impelem o indivíduo ao trabalho, a acreditar em si mesmo, no seu próprio valor e capacidade. São essas forças que o levam a crer e lutar por um futuro melhor. Que o nosso pensar, nosso falar e nosso agir, representem fielmente o que desejamos.
E não esqueçamos de que, se o Brasil “é o coração do mundo”, somente será a “pátria do Evangelho” se este Evangelho estiver sendo sentido e vivido por cada um de nós.

Pelo Espírito Eurípedes Barsanulfo,
psicografia de Suely Caldas Schubert, recepcionada no Centro Espírita Ivon Costa, em Juiz de Fora, MG. em 14.9.1983.
Em 22.8.2015

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

NASCER E MORRER


Nossa viagem na vida é como uma grande caravana,
onde vamos numa viagem difícil, alcançar nosso destino.
Onde vamos chegar ainda não se sabe,
mas temos algumas intuições que o porvir nos espera,
que será bem melhor se dele formos merecedores.
Concomitantemente, nessa caravana alguns vão nascendo,
e outros morrendo, visto que a viagem é longa,
cheia de aventuras e obstáculos,
fazendo com que aprendamos todos os dias.
A paisagem à nossa volta é muito linda,
cheia de desafios e conquistas se a enfrentamos.
Ninguém consegue viajar sem encontrar dificuldades.
Nesta jornada alguns nascerão e outros morrerão.
Melhor ainda é que todos terão maravilhas,
para descrever das emoções que passaram.
Por mais simples que possa parecer,
você tem uma história para contar, repleta de emoções.
Caminharemos mas não chegaremos ao destino final tão fácil,
pois este, está muito além da vida terrena que conhecemos agora.Continue caminhando, não tenha pressa nem desânimo, que você chega.

Gotas de Paz

A MÁGOA DÓI


A mágoa é um sentimento triste e pesado. É sentimento que dói, que machuca, que fere. A mágoa faz com que fiquemos remoendo e remexendo aquilo que nos causou sofrimento.
A mágoa surge em algum momento, quando alguém nos fere com palavras ou atitudes, e não conseguimos perdoar.
Aquele que fere, que ofende e não respeita o seu próximo, não aprendeu ainda o que é sentir o amor, de que tanto nos falou o Mestre Jesus, há mais de dois mil anos atrás.
Assim, diante de uma situação dessas, não deixemos que esse sentimento nos envolva, pois a mágoa prejudica apenas aquele que a sente, pois nos impede de sermos felizes, de caminharmos e descobrirmos quão maravilhosa é a vida. Usemos do antídoto contra a mágoa: o perdão, lembrando que aquele que fere, nem sempre sabe o que faz, e ainda assim, chegará o dia em que sua consciência, o acusará, mostrando a ele os seus erros, os quais terá de reparar um dia. Busquemos pensar somente nas coisas boas, nos sentimentos nobres. Não permaneçamos agarrados à mágoa, pois trata-se de uma carga pesada demais para carregarmos sobre os nossos ombros, além de ser inútil.
Digamos que é um peso morto, que nada nos acrescentará.
Perdoemos e não olhemos para trás.
Peçamos ajuda ao nosso Pai misericordioso porque Ele não nos abandona jamais.

Gotas de Paz

PAZ EM CASA


Compras na terra o pão e a vestimenta, o calçado e o remédio, menos a paz.

Darte-á o dinheiro residência e conforto, com exceção da tranqüilidade de espírito.

Eis porque nos recomenda Jesus venhamos a dizer, antes de tudo, ao entramos numa casa: "paz seja nesta casa".

A lição exprime vigoroso apelo à tolerância e ao entendimento.

No limiar do ninho doméstico, unge-te de compreensão e de paciência, a fim de que não penetres o clima dos teus, à feição de inimigo familiar.

Se alguém está fora do caminho desejável ou se te desgostam arranjos caseiros, mobiliza a bondade e a cooperação para que o mal se reduza.

Se problemas te preocupam ou apontamentos te humilham, cala os próprios aborrecimentos, limitando as inquietações.

Recebe a refeição por bênção divina.

Usa portas e janelas, sem estrondos brutais.

Não movas objetos, de arranco.

Foge à gritaria inconveniente.

Atende ao culto da gentileza.

Há quem diga que o lar é ponto do desabafo, o lugar em que a pessoa se desoprime. Reconhecemos que sim; entretanto, isso não é razão para que ele se torne em praça onde a criatura se animalize.

Pacifiquemos nossa área individual para que a área dos outros se pacifique.
Todos anelamos a paz do mundo; no entanto, é imperioso não esquecer que a paz do mundo parte de nós.

Emmanuel - Chico Xavier

Reunião Regional acontece em Parnaíba


A Federação Espírita Piauiense realizou em parceria com a União Municipal Espírita - Parnaíba a primeira reunião da Regional Espirita 1 -  Planície Litorânea na manhã de sábado (20) na sede do Centro Espírita Humberto de Campos em Parnaíba.
Participaram do evento, integrantes da FEPI e representantes das casas espíritas Humberto de Campos, Caridade e Fé, Luz da Esperança, Perseverança no Bem, Semente Cristã e Chico Xavier.
No horário da tarde, ocorreu dentro da programação da reunião, o seminário de gestão de centros espíritas. O presidente da FEPI, José Lucimar de Oliveira em sua fala abordou a estrutura do movimento espírita, os integrantes da equipe de planejamento da FEPI, Rosa Araújo e Aristeu Tupinambá falaram sobre a casa espírita e os tarefeiros espíritas e a Diretora da Área de Promoção Social Espírita da FEPI, Osmarina Pires discorreu sobre o trabalho da Área de Promoção Social Espírita. O evento encerrou com fala do presidente e prece realizada por Ana Catharina do C. E. Perseverança no Bem.
A Ume Parnaíba é formada por nove casas espíritas.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

PRÁTICA ESPÍRITA


Tendo em vista que comumente surgem informações relacionando a Doutrina Espírita com as atividades de jogos de tarô, cartas, quiromancia e outras, a Federação Espírita Brasileira esclarece como se desenvolve a prática espírita:
* Toda a prática espírita é gratuita, como orienta o princípio moral do Evangelho: “Dai de graça o que de graça recebestes”.
* A prática espírita é realizada com simplicidade, sem nenhum culto exterior, dentro do princípio cristão de que Deus deve ser adorado em espírito e verdade.
* O Espiritismo não tem sacerdotes e não adota e nem usa em suas reuniões e em suas práticas: altares, imagens, andores, velas, procissões, sacramentos, concessões de indulgência, paramentos, bebidas alcoólicas ou alucinógenas, incenso, fumo, talismãs, amuletos, horóscopos, cartomancia, pirâmides, cristais ou quaisquer outros objetos, rituais ou formas de culto exterior.
* O Espiritismo não impõe os seus princípios. Convida os interessados em conhecê-lo a submeterem os seus ensinos ao crivo da razão, antes de aceitá-los.
* A mediunidade, que permite a comunicação dos Espíritos com os homens, é uma faculdade que muitas pessoas trazem consigo ao nascer, independentemente da religião ou da diretriz doutrinária de vida que adotem.
* Prática mediúnica espírita só é aquela que é exercida com base nos princípios da Doutrina Espírita e dentro da moral cristã.
* O Espiritismo respeita todas as religiões e doutrinas, valoriza todos os esforços para a prática do bem e trabalha pela confraternização e pela paz entre todos os povos e entre todos os homens, independentemente de sua raça, cor, nacionalidade, crença, nível cultural ou social. Reconhece, ainda, que “o verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade, na sua maior pureza”.

Fundação Espírita Bezerra de Menezes

OS AFINS SE ATRAEM


Observe quais os tipos de pessoas,
que têm se aproximado de você.
Se por acaso você tem se envolvido com pessoas,
cujos pensamentos e atitudes, deixam a desejar,
são baseados na falta de amor, de escrúpulo,
no egoísmo, veja se na realidade,
não espelham aquilo que você é.
Lembre-se que atraímos para perto de nós,
aqueles que se nos assemelham.
Se estivermos sempre a enganar,
e a trapacear pessoas, é certo que encontraremos,
outros iguais ou piores,
que nos farão beber o próprio veneno.
Os afins se atraem.
Assim, não façamos aos outros,
o que não gostaríamos que fizessem para nós.
Sejamos leais, amigos e companheiros,
respeitando e amando os nossos semelhantes,
especialmente aqueles que Deus colocou em nosso caminho.
Da forma como tratarmos os outros seremos tratados.
Agindo com amor só teremos amor a receber.
Recebemos de volta aquilo que damos aos outros.
É a Lei da afinidade atuando em nossas vidas.

Gota
s de Paz