#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

terça-feira, 16 de agosto de 2016

CALMA E PACIÊNCIA


Que belas virtudes a serem conquistadas!

Quantos males, atos e tragédias teriam sido evitados se a calma e a paciência tivessem prevalecido.

São ótimas companheiras e excelentes conselheiras, pois aquilo que é realizado sob o efeito da calma, é sempre bem feito e os resultados do que se realiza são sempre melhores.

A calma e a paciência promovem hoje mais do que nunca, um tempo diferente, e esse tempo é fundamental para que haja reflexão. A reflexão desencadeia o discernimento, e esse por sua vez contribui para que a razão e o sentimento de justiça impeçam ações contrárias aos preceitos cristãos, sobretudo de Amor ao próximo.

A calma traz luz.

A paciência, compreensão.

Quantos irmãos, esquecidos da importância da disciplina, da ordem, do fazer uma coisa de cada vez, de fixar o foco, se atropelam ficando em seguida infelizes por não conseguirem atingir o desejado ou pagando pela imprudência.

A falta de calma e paciência gera inquietação, irritação e até fadiga. Faz ver com olhos pouco generosos o trabalho do outro.

O tempo que se perde por invigilância, como conseqüência da falta de organização do tempo é responsabilidade sua e tudo poderá ocorrer de outra forma se os compromissos forem realizados com calma, com tempo suficiente para serem bem feitos.

Jesus nos deu tantos exemplos neste sentido, ensinando-nos a ouvir, a esperar e sobretudo a compreender. Que sejamos, portanto, mais atentos, mais calmos e pacientes com nossos irmãos de jornada como nos ensinou o Mestre.

(Mensagem psicografada no Núcleo Espírita “A Caminho da Luz” no mês de agosto de 2011)

0 comentários:

Postar um comentário