#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

PSICOLOGIA ESPIRITUALISTA

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas
A psicologia espiritualista, suscitada nos tempos modernos, ensina que o amar a si mesmo é o fator primordial para a felicidade.
Entretanto, como podemos observar num estudo apurado das causas da infelicidade, a falta de renúncia e de humildade, tem comparecido como a principal causa dos desencontros humanos, gerando separações e até mesmo alguns distúrbios psíquicos e emocionais.
É preciso muita cautela ao aceitarmos certos conceitos da modernidade.Nos moldes com que se estimula a autoestima e o amor a si mesmo por meio da literatura de autoajuda e dos tratados de psicologia moderna, esta postura pode significar apenas um nome bonito para disfarçar o orgulho e o egoísmo.
Emergindo da animalidade inferior para a condição de animal racional, o ser humano tende à egolatria, pois guarda ainda uma gama muito grande de impulsos característicos da animalidade.
O impulso egoísta nos animais é a força que os ajuda a manter a preservação das espécies, mas na condição humana, o egoísmo se transforma em um sentimento que comparece no cenário humano como a origem de todos os males que afligem a humanidade.
Aquele que realmente ama a si mesmo, se alimenta do propósito de evoluir espiritualmente, nem que para isso precise renunciar a si mesmo e aos seus sonhos mundanos, a fim de alcançar seu mais elevado destino que é a perfeição.
O Espírito é energia inteligente que se expande, se fortalece e se sutiliza à medida que se dá em benefício do meio onde atua.
Seja uma fonte geradora de valores! Principalmente valores da alma.
Nelson Moraes

0 comentários:

Postar um comentário