#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

sábado, 5 de maio de 2018

Mãe de Isabella Nardoni encontra conforto no Espiritismo

mãe isabela nardoni
Passados 10 anos de um dos crimes que mais abalou o Brasil… A menina de então 5 anos foi vítima de um homicídio bárbaro: agredida e arremessada com vida pela janela do 6º andar de um apartamento do Edifício London, na Zona Norte de São Paulo. Os autores do crime foram seu pai, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Jatobá.
Ana Carolina Oliveira, mãe de Isabella, reconstruiu uma nova família e, uma década depois ainda está abalada: “Para ser mais sincera, achei que seria menos difícil. Passei por muitas barras e, mesmo assim, estou bem tocada. A minha filha faria 16 anos no mês que vem, em abril”.
Parentes, amigos, religião e uma nova família. Ana Carolina teve ajuda de diversas formas para não entrar em depressão. “Eu tinha uma força dentro de mim falando para não desistir da vida, de mim mesma.” Carol, como é chamada pelos amigos, fez terapia – três vezes por semana – e encontrou no espiritismo um conforto.

“A morte da minha menina, daquela forma tão brutal, não foi em vão.” Neste momento, a mãe de Isabella está lendo o livro A Morte na Visão do Espiritismo, de Alexandre Caldini. “As pessoas não são iguais. Não posso comparar a minha dor com a de ninguém, mas, por pior que pareça, sempre soube que a vida vale a pena.”
No aniversário de dez anos de morte de Isabella, Ana Carolina não planejou nenhuma missa ou ritual diferente do que faz todos os dias desde que sua filha morreu. “Ela está em todas as minhas orações.”

0 comentários:

Postar um comentário