#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

domingo, 13 de maio de 2018

Reencontro com Mamãe

 dDespertar de sono profundo se deu como que flutuando no interior de nuvens claras, com um sentimento de leveza até então desconhecido, vindo a acordar, plenamente, em ambiente desconhecido.
Recepcionado com voto de boa vinda, não compreendia do que se tratava, e nem onde estava, o que o levava a multiplicar os questionamentos íntimos, que tentava verbalizar na medida das possibilidades.
À medida em que foi se sentindo acolhido, informou que apenas se lembrava que estava internado em um hospital, mas que agora a situação o havia deixado confuso, e por isso desejava esclarecimentos.
Em verdade sentia-se bem, mas não conseguia administrar a situação em que se encontrava.
Sutilmente, foi sendo levado a entender que havia sido transferido para aquele ambiente, e que se tratava de uma reunião de irmãos em Deus, para esclarecimento e fortalecimento da fé sob a ótica do Espírito imortal, onde cada um trabalha para benefício de todos, em nome de Jesus, conforme as orientações da Doutrina Espírita.
Já mais ambientado, foi questionado se percebia mais alguém no entorno, e se se lembrava de sua mãe, ao que informou que ela já havia morrido. A morte não existe, ouviu como resposta, que foi acompanhada de esclarecimentos que o levaram a entender que também ele já havia “morrido”, e que o amor não se esvai com a separação física, e aqueles que nos precedem ao túmulo, tendo possibilidades, voltam para nos receber, acompanhar ou socorrer, quando é chegada a nossa vez de retornarmos à Pátria Espiritual.
Mamãe!!! Mamãe!!! Exclamou, então, surpreso e em prantos de saudade. Ao mesmo tempo, no entanto, em que reconhecia a situação, já pensava, com preocupação, sobre o impacto que sua transferência para o Mundo Espiritual teria sobre os que ficaram, ao que foi tranquilizado com a lógica insofismável da realidade espiritual.
Decorridos alguns instantes, e já mais assentado na nova situação, foi conduzido, sob o amparo maternal, às regiões mais altas do Mundo Espiritual, para dar continuidade a sua vida de Espírito imortal.
O relato acima é verídico, e é experiência corriqueira nas sessões mediúnicas de esclarecimento de espíritos que ainda não possuem maiores conhecimentos sobre a realidade espiritual.
Paralelamente, as palestras e reuniões de estudos nas Casas Espíritas fornecem amplas possibilidades de esclarecimento para nós, Espíritos que somos, que assim como um dia nascemos na carne, mais dia menos dia, haveremos de deixá-la para voltar à pátria de origem, e será bom que saibamos algo a respeito, para nossa melhor e mais rápida adaptação, embora, como nos ensinam os Espíritos Superiores, a prática constante do bem é que nos garante melhores condições no retorno.
Pensemos nisso.
Antônio Carlos Navarro

0 comentários:

Postar um comentário