#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Enquanto descansa carrega pedra

Desde criança ouvimos nossa mãe falar essa frase: “enquanto descansa, carrega pedra”, mas não entendíamos o significado.
Passados os anos e agora com maior maturidade entendemos que se uma pessoa faz um trabalho intelectual, para que descanse sua mente pode carregar pedras por exemplo, pois é um trabalho físico. O projeto de um edifício, o planejar de uma aula por um professor, a elaboração de um texto e tantas outras atividades que exigem concentração, são atividades cansativas tanto quanto o trabalho físico.
Divaldo fala da mensagem de Marco Prisco dizendo que mudar a atividade é uma forma de descanso, o que comprova o que nossa mãe sempre disse. E por essa mudança de atividade que traz descanso é que os homens têm uma pequena oficina em suas casas, as mulheres têm uma máquina de costura para mudar de atividade e dessa forma descansar.
O trabalho é uma lei da Natureza e por isso mesmo uma necessidade, como responderam os Espíritos à Kardec, porém, a busca do conforto e dos prazeres faz com que o homem trabalhe cada vez mais e por longos períodos da vida.
Por outro lado, a automatização de diversas funções, as máquinas, os eletrodomésticos, trouxeram ao homem a possibilidade de investir mais na sua evolução espiritual e na sua educação. Uma dona de casa, por exemplo, pode colocar a máquina de lavar em funcionamento enquanto prepara o almoço ou limpa a casa. Não precisa mais estar no tanque lavando roupas para depois que terminar ir fazer outra tarefa doméstica e com isso economiza tempo, que poderá ser usado no estudo do Evangelho, na oração, no culto do Evangelho no Lar ou num trabalho voluntário e etc.
O poder do tempo em nossa vida é o poder da transformação, do equilíbrio, do trabalho e do repouso. Aproveitar o tempo é coisa que nem todos sabemos fazer. Dividir obrigações e lazer. Nem 8 e nem 80, mas ter um ponto de equilíbrio entre ambos.
Aproveitar o tempo de forma útil é necessário à evolução, pois aquele que já garantiu sua subsistência material deve tornar-se útil ao semelhante. Não entregar-se à preguiça, à falta de interesse pela vida e, com isso, à depressão. Muitas pessoas depois que se aposentam caem em depressão pela falta do trabalho. Porém, o trabalho voluntário e o estudo são formas de fugir da depressão e continuar sendo útil ao semelhante.
Enquanto descansa, carrega pedra! Podemos descansar de uma atividade praticando outra diferente e com isso continuarmos sendo úteis à sociedade.
Orleide Felix de Matos

0 comentários:

Postar um comentário