#htmlcaption1 Deus, força e luz O evangelho ensinado e vivenciado ha 99 anos

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

TOQUES ESPIRITUAIS DO PRETO VELHO AMIGO – XVI*

1653 toques espirituais do preto velho amigo xvi

 
1. Como asseverou Nosso Senhor: “a cada um segundo suas obras”.
Por isso, o aprofundamento espiritual é a coisa mais séria de todas.
Não se pode brincar com isso e nem misturar quizilas de ego no serviço!
Os participantes de trabalhos e estudos espirituais precisam estar atentos…
É fácil cair da sela, se os cavaleiros não forem prudentes e responsáveis.
 
2. Dizer-se iniciado espiritual é fácil. O difícil é trabalhar na crosta da Terra e fazer a caridade em Nome do Nosso Senhor.
 
3. Os irmãozinhos das trevas adoram demandas entre trabalhadores espirituais. Isso transforma negativamente as energias e favorece suas investidas invisíveis contra o esclarecimento da Luz. Na verdade, eles se alimentam disso!
 
4. Muitas vezes, os espíritos infelizes exploram as demandas internas que já encontram nas mentes de suas vítimas. Eles entram no clima espiritual delas e insuflam mais demandas. O resultado disso são aquelas sensações estranhas e deprimentes, que surgem sem motivo aparente, mas, que são impostas por esses agentes extrafísicos (sempre à cata de energias e pensamentos inferiores).
 
5. Quem está nas lides espirituais precisa ser responsável e coerente com tudo aquilo que estuda e almeja. Essa não é uma área para pessoas que querem permanecer nas sombras de si mesmas. É preciso coragem para vencer as próprias mazelas e não abrir brechas para coisas ruins.
 
6. Nosso Senhor não olha raça ou credo de ninguém!
O que Ele vê é o esforço de cada um na constante melhoria de si mesmo…
O valor do serviço dos filhos de fé só pode ser avaliado por Oxalá, o verdadeiro Mestre de todos.
 
7. Na verdade, o trabalhador espiritual que se julga especial e superior aos outros está doente da consciência! Sua arrogância é sua chaga principal. Seus irmãozinhos das trevas sabem disso (e consideram-se semelhantes, pois também são assim).
 
8. A escolta dos bons trabalhadores é o seu próprio caráter.
O que eles são verdadeiramente, está bem claro em seus propósitos e atos.
Pela Lei de Sintonia Espiritual, os emissários extrafísicos de Oxalá os acompanham e inspiram suas jornadas…
 
9. Para Nosso Senhor, não existem grandes ou pequenos trabalhadores…
Pois todos são centelhas espirituais do seu Amor Infinito.
 
10. Curvar os joelhos pode ser apenas um movimento externo e dependente de condicionamentos religiosos, mas, curvar o orgulho diante do infinito e queimar as próprias quizilas internas no fogo da consciência clara, é atitude venturosa e de acordo com os ensinamentos espirituais elevados.
           
P.S.:
Quem está na senda espiritual caminha pelo Coração Infinito de Oxalá... E sabe que é Ele que comanda tudo! Essa verdade não precisa de confirmação, porque já ressoa no coração dos filhos de fé. Eles sabem que é o Senhor da Vida que canta a espiritualidade neles.
Fé. Luz. Amor. Axé.
 
- Pai Joaquim de Aruanda –
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – São Paulo, 10 de outubro de 2018.)

0 comentários:

Postar um comentário